Mudou pra Globo

Ex-"Chiquititas" e "Z4" precisou morar sozinho para entrar em "Malhação"

Depois de "Chiquititas" e "Z4", Gabriel Santana faz um motoboy em "Malhação: Toda Forma de Amar"

 Ex-
Fotos: Divulgação

Sandro Nascimento
i

Sandro Nascimento

O jornalista Sandro Nascimento assina colunas e reportagens exclusivas no NaTelinha. Também é correspondente da agência de notícias ZOOMINTV. Twitter: @SandroNascimm / E-mail: sandro@natelinha.com.br

Publicado em 05/05/2019 às 07:15:53

Depois de emplacar "Chiquititas" e "Z4" no SBT, o ator Gabriel Santana, 19, migrou para a Globo e enfrenta as responsabilidades e as dificuldades de morar no Rio de Janeiro, longe da família, para poder participar de "Malhação - Toda Forma de Amar".

Na novela escrita por Emanuel Jacobina, Gabriel é Cleber, um malandro boa praça que é motoboy e vislumbra uma oportunidade no segmento musical como rapper.

"Está sendo tudo muito novo, porque eu estou morando sozinho agora pra fazer essa novela. Toda a parte de responsabilidade pessoal eu passei a ter. É uma transformação muito grande na minha vida. A parte profissional é que estou na Globo, uma emissora completamente diferente de outras produções que eu já fiz. As responsabilidades são maiores. Tudo cresce. Tudo mais ou menos do jeito que eu já conheço, só que com responsabilidades maiores", explica Gabriel Santana, com exclusividade ao NaTelinha, sobre essa nova fase em sua vida.

E completa: "eu nunca cozinhei, agora eu preciso prestar a atenção pra controlar comida dentro de casa.. O que vou comer e deixar de comer. Pra mim tá sendo complicado isso, mas não coloco como uma dificuldade, mas uma coisa que preciso prestar mais a atenção".

Gabriel Santana conta que ainda não está sentindo o assédio na rua pelo seu novo trabalho na dramaturgia. Segundo ele, esta situação pode estar ocorrendo por dois motivos: cortou o cabelo muito curto, ficando diferente do que o público estava acostumado, ou a trama teen da Globo ainda está muito no início. "Malhação - Toda Forma de Amar" está no ar há  três semanas.

"Ele (cabelo) tá muito diferente do que a maioria das pessoas me conhecem. Eu cortei drasticamente pra fazer o Cleber. Meu cabelo era grandão, cacheadão, quase um black power. Agora tá um corte muito baixo de volume mesmo de comprimento nas laterais e atrás. As pessoas não estão me reconhecendo por isso ou é porque eu preciso dar um tempo pra a novela bombar", contou.

Com quase dois milhões de seguidores em seu perfil no Instagram, e sendo cantado por fãs nas publicações, Gabriel rejeita o rótula de gala teen, e explica o motivo: "eu acho que pode atrapalhar muito a carreira. Eu realmente não me vejo como um. Vejo que a sociedade dá muito valor a aparência. O meu sonho é ser um artista que possa dizer o que eu quero, o que eu penso, o que eu sinto".

E continua: "então, essa imagem de galã, sendo realidade ou não, se eu me colocar nessa posição, acho que pode dificultar o meu trabalho como artista perante a sociedade. Que não é um papel de mostrar que a arte é um lugar pra pessoas que não querem estudar e não querem se aprofundar. Acho que arte é um lugar muito sério. As pessoas que entram tem que estar muito ciente que elas têm responsabilidades do atos, do que falam e fazem. Talvez, esse rotulo de galã pudesse me atrapalhar nisso".

SBT e Globo

Sobre as diferenças entre trabalhar na Globo e SBT, Gabriel volta a destacar a responsabilidade quem vem tendo depois que foi contratado pela nova emissora.

"Quando eu fiz ’Chiquititas’ foi uma época que era menor de idade. Minha mãe me acompanhava todo dia. As responsabilidades ficavam com ela. Agora, a responsabilidade é 100% em mim em tudo. De separar texto, de ler roteiro, dos dias que eu gravo, quando eu chego, de tudo. A responsabilidade que eu estou tendo aqui na Globo é completamente diferente que eu tinha no SBT. Não sei se é por conta da idade ou por conta da Globo ter um aparato, uma produção, ter um tamanho muito maior que o SBT. Mas eu sei que a responsabilidade que eu tenho nesse projeto é muito grande", explica.

Z4

Para Gabriel Santana, a experiência de ter que desenvolver as três habilidades da arte - canto, danço e interpretação - no seriado "Z4", exibido no ano passado no SBT em parceira com a Disney, foi algo "maravilhoso".

Sobre a amizade que ficou com os outros três integrantes da banda, o ex-Chiquitito revela que continua conversando com todos eles, porém, com menos frequência com o youtuber Pedro Rezende.

"Apesar de ser uma pessoa que eu adoro, que nós demos muito bem nas gravações, ele já mora no sul e tem uma vida bem agitada também. Então é uma pessoa que não tenho mais tanto contato", justifica.

"Malhação - Toda Forma de Amar" 

Para viver o motoboy Cleber em "Malhação - Toda Forma de Amar", Gabriel Santana, precisou tirar a habilitação de moto e reaprender o sotaque carioca com uma fonoaudióloga. "Como fiquei muito tempo em São Paulo eu estava sotaque paulista no dia a dia", explica o ator nascido no Rio.

Sobre seu personagem na trama, Santana classifica Cleber como um malandro que não prejudica as pessoas e que teve que criar suas próprias oportunidades na vida diante da sua difícil realidade no subúrbio carioca. "É uma pessoa que está crescendo no meio musical e tem um sonho de destacar na musica e frequenta rodas de rapper", diz.

E conclui: "ele tem uma relação muito pura com a Anjinha (Caroline Dallarosa) de saber o que é o amor". Cleber tem muitas camadas e muito coisa pra explorar".


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!