Lenda dos quadrinhos, Stan Lee é acusado de abuso sexual aos 95 anos

Divulgação

Publicado em 25/04/2018 às 20:15:19

Por: Redação NT

Stan Lee, de 95 anos, considerado uma lenda dos quadrinhos, está sendo acusado de abuso sexual por uma massagista.

María Carballo entrou com um processo na última segunda-feira (23), alegando que o veterano acariciou seu corpo e tocou em suas partes íntimas durante sessões de massagem em um evento no ano passado em Chicago, Estados Unidos.

Na ação, a profissional pede uma indenização de pelo menos 50 mil dólares por danos e prejuízos, além de honorários dos advogados, para cada uma das acusações.

Segundo a massagista, os episódios aconteceram em abril de 2017, quando o cocriador de super-heróis como Pantera Negra e Homem-Aranha estava na cidade para a Chicago Comic & Entertainment Expo.

No processo, ela conta que foi enviada para a suíte do quadrinista e, na primeira sessão, ele teria tocado sua região genital, fazendo com que a massagista interrompesse seu trabalho e fosse embora. Depois, Carballo conta que Stan Lee pediu desculpas por meio de sua empresa, fazendo com que ela voltasse para uma segunda sessão no dia seguinte, quando resolveu utilizar uma técnica com os pés.

Nesse momento, o veterano teria se aproximado dos genitais da massagista, que foi embora novamente. Inicialmente, María conta que temeu que as acusações a prejudicassem, mas mudou de ideia "depois de ter visto outras mulheres brigarem para serem tratadas com dignidade e respeito", segundo seus advogados, em referência às campanhas #MeToo e #TimesUp.

O advogado de Stan Lee negou as acusações ao jornal Chicago Tribune. "Ele é uma figura pública de vulto, acho que isso é uma chantagem. E tem 95 anos, não acho que tenha feito isso", afirmou.

O roteirista possui outras acusações de assédio sexual, de enfermeiras que contaram que ele andava nu pela sua casa e as apalpava, pedindo sexo oral.



publicidade

TAGS:

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade