Reportar erro
Colunas

"Troféu Imprensa" tem puxa-saquismo e Silvio dando pitaco sobre política

"Enfoque NT" fala sobre o "Troféu Imprensa", onde Silvio Santos opina sobre alguns pontos da TV e até da política

silviosantos-trofeuimprensa-22052016.jpg
Silvio Santos com sua gravata dourada no "Troféu Imprensa" - Foto: Lourival Ribeiro/SBT
Thiago Forato

Publicado em 23/05/2016 às 09:59:45

O "Troféu Imprensa", prêmio dedicado anualmente a premiar os melhores da TV, existe desde 1958 quando foi criado pelo jornalista Plácido Manaia Nunes, mas em 1970 é que o evento passou a ser produzido e organizado por Silvio Santos
 
Na noite deste domingo (22), Silvio usou o palco da premiação para mais uma vez promover uma série de opiniões (sérias ou não) sobre a televisão e até mesmo política.
 
É muito raro vermos Silvio Santos opinar sobre alguma coisa. Nem sempre suas raras entrevistas devem ser levadas a sério, mas é fato que em alguns momentos desse tipo de evento, ele dá “pistas” sobre o que realmente pensa em determinados assuntos, como por exemplo, quando disse que o “Jornal Nacional” perdeu suas características.
 
Na categoria “melhor telejornal”, quando um jornalista opinou que o “Jornal Nacional” sofreu transformações nos últimos anos, pendendo para o lado informal, Silvio Santos discordou claramente da afirmação. “Por que está mais informal? Só por que agora levanta lá o moço... Como é mesmo o nome dele? Ah, o Bonner. Levanta e vai lá falar com a moça do tempo. Perdeu as características”. 
 
Em dado momento, a política e o atual momento do país não passaram batidos. Silvio disse que a presidente afastada do Brasil, Dilma Rousseff, gastou mais do que ganha e errou nisso, e espera que Michel Temer, presidente em exercício, não cometa o mesmo erro. “Michel Temer pode escolher também um bom time e jogar o Brasil na dianteira”, disse num outro momento. 
 
Sem cerimônia, Silvio Santos deu sua opinião sobre o humorístico “Pânico na Band”. “O último que eu assisti tá horrível. Não vale nada”, opinou o dono do SBT. Vale lembrar que Silvio concedeu várias entrevistas à atração e até tentou levar a trupe para sua emissora mais de uma vez.
 
Mas já?
 
Com apenas cinco anos de carreira, Patrícia Abravanel já abocanhou o cobiçado troféu de melhor apresentadora ou animadora de TV. O que não faltou, é claro, foi o cordão dos puxa-sacos. Será mesmo que ela já é melhor que Eliana, que também concorreu?
 
O próprio Silvio Santos se mostrou surpreso com o troféu vencido pela filha: “Não acho a Patrícia boa nesse programa [Máquina da Fama]. O que ela faz qualquer um faz. Ela é boa na rua”. 
 
 
E é verdade. O “Máquina da Fama” tem um formato que independe de quem apresenta. A produção é quem faz a diferença ali. O apresentador, seja ele qual for, seria um mero coadjuvante. Mas os jurados acreditam que não. Acham que Patrícia conseguiu desempenhar uma excelente função na atração, mostrando todo seu potencial. Mais até do que Eliana, que fica por quatro horas ao vivo no ar em pleno domingo. Quanta bajulação. 
 
Não sei o que é mais surpreendente. Patrícia estar ali ou vencer o troféu. Ainda não está preparada, e sabe-se lá se um dia estará.
 
Primeiro troféu 
 
Já merecidamente, Celso Portiolli ganhou a estatueta de melhor apresentador ou animador. Apesar de ter dois programas com conteúdos fracos (“Domingo Legal” e “Sabadão”) - ao menos até o ano passado, referência para a premiação -, o talento de Portiolli é inegável. 
 
Suas duas atrações agora passam por um processo de reformulação, mas seu bom desempenho sempre o credenciou como favorito ao prêmio, que finalmente chegou.
 
Desta vez, pelo menos, Silvio não deu aquela presepada na categoria igual ao ano passado, quando colocou Rodrigo Faro para apresentá-la, sendo extremamente constrangedor. 
 
 
Vai entender
 
A importância do “Troféu Imprensa” existe, mas a presença de alguns indicados é bastante questionável, como Caio Castro na categoria melhor ator pelo seu papel em “I Love Paraisópolis” e Larissa Manoela como melhor atriz em “Cúmplices de um Resgate”. Há uma fila de profissionais na frente desses dois. Ou ainda, “Cúmplices de um Resgate” postulando à melhor novela. Votos populares...
 
O “Troféu Imprensa” vale, ainda, pelo show que Silvio Santos consegue proporcionar. 
 
 
Thiago Forato é jornalista, escreve sobre televisão há 11 anos e assina a coluna Enfoque NT há cinco, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Converse com ele: thiagoforato@natelinha.com.br  |  Twitter: @tforatto
Mais Notícias