Exclusivo

Mauricio Manfrini, o Paulinho Gogó, deixa A Praça É Nossa após 16 anos: "Nunca chorei tanto"

Humorista tem propostas de filmes para cinema e streaming

Mauricio Manfrini, o Paulinho Gogó, deixa A Praça É Nossa após 16 anos:
Divulgação/ SBT

Publicado em 07/04/2020 às 21:12:28 ,
atualizado em 08/04/2020 às 10:31:41

Por: Paulo Pacheco

Suspensa pela quarentena durante a pandemia de coronavírus, A Praça É Nossa deverá voltar com edições inéditas em junho, mas sem um de seus principais integrantes. Mauricio Manfrini, o Paulinho Gogó, decidiu sair do programa do SBT após 16 anos.

O humorista já se despediu de Carlos Alberto de Nóbrega e de seu filho, o diretor da Praça, Marcelo de Nóbrega, além de todo o elenco e produção do humorístico e também da alta cúpula do SBT.

Veterano do programa, Manfrini confessa que tomou uma das decisões mais difíceis da vida profissional pela gratidão à emissora e ao líder do humorístico. "Carlos Alberto é como um pai profissional para mim. Quando tomei a decisão, nem sabia como contar para ele", admite em entrevista exclusiva ao NaTelinha.

Carlos Alberto confessa que será difícil perder Paulinho Gogó, mas reconhece o respeito e o empenho que o colega teve pelo trabalho no SBT, como quando gravou de cadeira de rodas após operar o joelho, em 2018.

"Ele vai fazer seis filmes consecutivos e não terá tempo de viajar até São Paulo para gravar a Praça, mas até junho, quando a gente voltar, ele estará nas reprises. Saiu de maneira correta, amigável, e sabe que as portas estão abertas para ele. É uma pessoa íntegra e se preocupou muito em como falar comigo da sua decisão. Vou sentir muito a sua falta, mas ele fez o que é mais correto: pensar em seu futuro", parabeniza o líder da Praça.

Entrevista com Paulinho Gogó

O intérprete de Paulinho Gogó detalhou sua saída do humorístico. Quando completou 50 anos, em janeiro, se viu com seis propostas de filmes para cinema e plataformas de streaming, projetos de turnê internacional com seu show de humor e séries na TV paga, além da Praça. O humorista conseguia conciliar todos os trabalhos, porém um fator pessoal o obrigou a fazer uma escolha muito difícil: deixar o programa que o consagrou.

"Pretendo levar meus filhos para estudar em Boston nos Estados Unidos daqui um ou dois anos. Entendi que precisava encerrar um ciclo, por isso decidi não renovar meu contrato, que termina em 30 de abril. Sempre me lembrarei da Praça como o programa que me formou. Com Chico Anysio, fiz a Escolinha, mas com Carlos Alberto fiz faculdade e pós-graduação", agradece.

Após noites em claro e muita ansiedade, Manfrini decidiu contar para Carlos Alberto durante a gravação da Praça, porém recebeu o aviso de que as gravações seriam suspensas em decorrência da pandemia de coronavírus. Sem conseguir conversar pessoalmente, ele pediu ajuda à mulher do líder do humorístico, a médica Renata Domingues, porque tinha receio de que Nóbrega ficasse chateado com a notícia. Ela decidiu preparar o marido e contou da melhor maneira possível.

"Cinco minutos depois, Carlos Alberto me liga e eu não atendo, pois desconfiei que ela tinha resolvido revelar o fato e fiquei congelado... sem voz. Em seguida, ele mandou um áudio de cinco minutos e não tive coragem de abrir de imediato, fui ouvir meia hora depois. Nunca tinha chorado tanto na minha vida", revela o intérprete de Paulinho Gogó.

No áudio, Carlos Alberto não escondeu sua tristeza por perder um de seus humoristas preferidos, mas apoiou o colega e o parabenizou pelos projetos futuros. "Quem sou eu para te impedir? Quero ir ao cinema na estreia do seu filme, quero ver seus programas novos e quero te ver assim que a pandemia acabar. Eu te abençoo", disse o líder da Praça.

Oficialmente fora do SBT, Manfrini ainda pode ser visto nas reprises da Praça e, em breve, estreará no Multishow a segunda temporada da série O Dono do Lar, gravada no ano passado com autorização de Fernando Pelegio, diretor de planejamento artístico do SBT.

A estreia do primeiro filme de seu personagem mais famoso, No Gogó do Paulinho, prevista para 16 de abril, ficou para o segundo semestre.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!