Audiência

"Domingo Show" não emplaca e perde 40% de audiência desde estreia de nova fase

Programa atingiu recorde negativo de audiência no último domingo (21)

Divulgação

Publicado em 23/07/2019 às 05:16:20 ,
atualizado em 23/07/2019 às 09:11:51

Por: Sandro Nascimento

Nas quatro primeiras semanas após retornar ao vivo para seu horário original, o "Domingo Show", de Geraldo Luís, não conseguiu aumentar a audiência da Record e recuperar o segundo lugar na faixa perdida para o "Domingo Legal", do SBT.

Um dos maiores investimentos da nova gestão de jornalismo, liderado por Antonio Guerreiro, manteve os mesmos números no Ibope de quando não tinha estúdio, auditório, maior números de produtores e quase cinco horas na grade.

De acordo com os dados da Kantar Ibope na Grande São Paulo, entre 30 de junho e 21 de julho, o "Domingo Show" atingiu média de 5,7 pontos, contra 8,1 do seu concorrente direto, Celso Portiolli.

Nos quatro domingos anteriores a sua reestreia, compreendido entre 02 de junho e 23 de junho, a Record também ficou em terceiro lugar na audiência, marcando 5,9 de média, ante 8,3 pontos do “Domingo Legal”.

Na comparação com os dois períodos, a Record não tem motivos para comemorar seu investimento milionário em Geraldo Luís. Isso porque o programa teve uma queda de 3% de audiência enquanto o SBT continua consolidado no segundo lugar com uma diferença acima de 2 pontos.

No último domingo (21), o “Domingo Show” atingiu seu recorde negativo dessa nova fase. Marcou 4,6 pontos em São Paulo, uma queda de 39% em comparação a sua estreia, em 30 de junho - ou seja, de cada 10 telespectadores, quatro deixaram de acompanhar a atração.

A situação é ainda agravada se comparar aos quatro primeiros domingos de julho de 2018, quando a atração tinha apenas reportagens em externas e gravava cabeças de matérias num estúdio improvisado na sede da Record na capital paulista.

No período de 01 a 22 de julho, a atração conquistou 6,9 de média. Ou seja, uma audiência 17% superior ao do novo formato.

Crise no "Domingo Show"

Enfrentando uma crise de audiência e faturamento, desde fevereiro de 2018, a Record decidiu cortar os custos de produção do "Domingo Show". O programa passou a ser exibido das 13h às 15h45 e deixou de ser ao vivo.

A ampliação de cerca duas horas e meia para cinco horas foi uma das grandes apostas do novo vice-presidente de Jornalismo da Record, Antonio Guerreiro, que tomou posse em janeiro deste ano na programação da emissora. Embora seja um programa de auditório, toda sua gestão é feita pelo jornalismo.

Para o novo "Domingo Show", a Record produziu um cenário grandioso, contratou novos produtores e aumentou a verba mensal destinada ao programa.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!