Reportar erro
Exclusivo

Coreógrafa do SBT desbanca Helen Ganzarolli com Silvio Santos: "Ela deve ter um ciuminho"

Rafinha Viscardi conta sua trajetória no SBT e sua relação profissional com Silvio Santos

Rafinha Viscardi no SBT
Divulgação/SBT
Sandro Nascimento

Publicado em 03/06/2019 às 05:02:51

Rafinha Viscardi, 35, virou a bailarina xodó de Silvio Santos e acabou se tornando a nova apostar do apresentador em frente às câmeras do seu programa no SBT. No ar, ela desbancou Helen Ganzarolli no coração do patrão e, aos  poucos, vem se acostumando com as oportunidades na TV.

Em entrevista exclusiva ao NaTelinha, Rafinha, que está no SBT desde os 14 anos, conta sua trajetória na emissora e a relação nos bastidores com Silvio Santos.

"Não tem disputa (com Helen Ganzarolli). Na verdade a gente é amiga desde a época do Gugu. Eu comecei como assistente de palco junto com a Helen. Somos praticamente irmãs", conta Rafinha, responsável pela coreografia de todos os programas do SBT.

E continua: "Eu acho que ela deve ter um ciuminho sim, porque quem não teria? Não é disputa, é um ciuminho de coração, bem leve. Eu também teria. Querendo ou não, é o Silvio Santos. Ele te elogiar e passar a falar: 'Agora eu tenho outra preferida', é ruim. Eu ia ficar triste. Ela não fala nada e não demonstra nada, mas acredito que tenha. É ser humano. Não por maldade, por sentimento. O Silvio até fala que somos parecidas. Ele gosta de morena".

Coreógrafa do SBT desbanca Helen Ganzarolli com Silvio Santos: \"Ela deve ter um ciuminho\"

Rafinha Viscardi conta que sua relação com o apresentador começou no segundo programa em que trabalhou como líder do balé.

"Quando eu virei coreógrafa eu só ficava atrás das câmeras. No segundo programa, que eu fiz com o Silvio, ele me viu coreografando sem maquiagem e de roupa normal, e falou: 'Você e a nova coreógrafa?', e eu respondi: 'Sou'.  E ele: 'Você é muito bonita pra ficar atrás das câmeras'. Eu agradeci, e depois: 'Você tem que ficar na frente das câmeras. Vou arrumar um jeito. Se eu te convidar pra colocar um queijo no meio do palco e você usar uma roupa diferente das bailarinas, topa?'. Eu aceitei", contou.

Além de dançar na frente das câmeras, Silvio Santos ofereceu outras oportunidades à coreógrafa. Ela já participou do "Jogo dos Pontinhos" e do "Jogo das Três Pistas". "Estou em segundo lugar no ranking. Só perco para a Mamma Bruschetta", pontua com orgulho sobre seus acertos na brincadeira das dicas.

E completa: "Hoje ele fala que sou a número um das mais bonitas.  Eu fico muito honrada, muito feliz e emocionada. Imagina, é o Silvio Santos. Pra mim, e acho que pra todos, é o melhor apresentador do mundo. Ele falar que na opinião dele eu sou a mulher mais bonita.... Posso não ser, mas vindo do Silvio eu já me sinto. Fico muito lisonjeada".

Conselhos de Silvio Santos

Coreógrafa do SBT desbanca Helen Ganzarolli com Silvio Santos: \"Ela deve ter um ciuminho\"

Sobre conselhos do dono do SBT nos bastidores, Viscardi se recorda de um episódio: "Teve uma vez que ele brincou... Brincou mas não brincou. Ele falou que eu estava engordando. Eu tenho músculos e ele falou que minhas coxas estavam muito grossas no vídeo e pediu pra dar uma secadinha. Ai eu comecei a ir todo dia na esteira (risos). Ele presta atenção em tudo. Ele olha maquiagem. Já olhou pra mim e falou: 'A maquiagem tá muito escura'. Hoje eu tento fazer mais clara. Não uso lápis preto. A minha roupa é branca porque ele falou que devo usar branco na vida".

Há 22 anos no SBT, Viscardi optou pela dança aos 16, quando começou a se destacar em campeonatos de ginástica olímpica.

Na emissora, começou no extinto "Fantasia" como modelo, com 14 anos, e passou a dançar no programa quando uma das dançarinas se machucou e ela se ofereceu para substituir. "Ninguém sabia que eu era bailarina. Eu fica treinando a coreografia em casa", relembra Rafinha, que faz balé desde os 3 anos.

"Ninguém sabe. Eu morava em Campinas e minha mãe me trazia e ficava no carro dentro do estacionamento do SBT me esperando, enquanto eu gravava. Para que eu pudesse trabalhar. Ela trazia um cooler de comida e bebida pra passar o dia. Ela parou de acompanhar no ano passado. Meus pais sempre me ajudaram muito", revela a coreógrafa do SBT, que chegou a trabalhar na Record por quatro anos, quando acompanhou Gugu na troca de emissora, em 2009.

"Quando acabou o programa dele lá, todo mundo foi mandado embora. Na época, o Ratinho estava precisando de uma coreógrafa e lembrou da época que eu ajudava a coreógrafa Joyce Kerman, que tinha câncer e chegou a falecer".

Atualmente, Rafinha vislumbra com a carreira de apresentadora como uma nova etapa profissional. "Eu quero fazer TV. É um sonho.  Ainda sou um pouco tímida mas me acostumo. Quem sonha sempre alcança. Hoje eu tenho uma sala no SBT e tem uma plaquinha com meu nome. Tem minha chave que fica pendurada no meu crachá, meu computador, meu sofá. Quando entrei pintaram a sala pra mim. Trabalhar no SBT é muito bom. É real. A energia daquele lugar... Se fizer um banheirinho dentro da minha sala eu fico por lá mesmo e nem vou embora. De tão bom que é", encerra.

Mais Notícias