Afiada

Record comemora boa audiência pelo país com provocação à Globo

Emissora comemorou os bons números de audiência

Record comemora boa audiência pelo país com provocação à Globo
Record usa frase provocativa contra Globo - Foto: Divulgação/Record

Naian Lucas
i

Naian Lucas

Naian Lucas escreve há 10 anos e já fez de tudo um pouco nas redações. Apaixonado por televisão, é roteirista e trabalha na área desde 2014. Atualmente, é repórter do NaTelinha e aficcionado por tudo que envolve dramaturgia. Siga-me no Twitter: @naiaan

Publicado em 08/04/2019 às 16:17:55 Atualizado em 08/04/2019 às 16:26:18

A Record provocou a Globo nesta segunda-feira (08), ao festejar seus resultados de audiência no primeiro semestre de 2019.

De acordo com os dados da Kantar Ibope, divulgados em comunicado à imprensa, a Record fechou o PNT (Painel Nacional de Televisão) com o melhor trimestre dos últimos 10 anos. Os números apontam que o canal atingiu cerca de 175 milhões de telespectadores de janeiro a março deste ano, mantendo a vice-liderança.

No período, a Record fechou a média das 24 horas com 5,6 pontos contra 5,5 da terceira colocada, no caso, o SBT. Ainda na nota, a direção do canal aproveitou para apresentar os bons números em outras regiões do Brasil.

Em Salvador, por exemplo, a Itapoan se manteve na liderança isolada das 07h à meia-noite. A afiliada ficou com 12,2 pontos e a concorrência com 11,8. “A Terra Prometida” se tornou o programa mais visto na capital baiana no mês de março, superando o “Jornal Nacional” e todas as novelas da Globo.

Em Goiânia, 11 atrações da Record ocuparam a liderança isolada. A afiliada do canal vem crescendo e superando a rede carioca em diversos horários. A praça se tornou uma nova preocupação para a Globo.

Para poder divulgar os números positivos, a emissora da Barra Funda provocou e usou o título: "Isso a Outra Emissora Não Mostra", fazendo alusão ao quadro humorístico do "Fantástico", "Isso a Globo Não Mostra".

Contudo, mesmo com o crescimento na audiência, em termos financeiros, a Record viu a arrecadação com publicidade ser menor em comparação aos gastos. Foi o quarto ano consecutivo que ocorreu diminuição nas receitas, tendo prejuízo de R$ 23 milhões em 2018.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!