Reportar erro
Cavalinhos

"Fantástico" dedica quase 50% do tempo para tragédia do Flamengo; homenagem emociona

Cavalinhos do Fantástico
Reprodução
Naian Lucas

Publicado em 11/02/2019 às 10:08:40

Na última sexta-feira (08) o Brasil parou para acompanhar a tragédia que atingiu o Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo, clube que tem a maior torcida do Brasil. Por conta da alta repercussão em relação ao caso, o “Fantástico” realizou várias reportagens sobre o incêndio que matou 10 adolescentes que faziam parte das categorias de base da equipe rubro-negra do Rio de Janeiro.

O jornalístico contou com mais de duas horas de arte, mais precisamente 127 minutos e 11 segundos. A revista eletrônica trouxe matérias exclusivas, como os cubanos que atravessam o Brasil para se salvarem e as irregularidades de motoristas no trânsito na volta às aulas em todo o país.

Contudo, o assunto que dominou a atração, assim como tem sido em quase todos os programas das emissoras do Brasil, foi a tragédia que atingiu o CT do Flamengo. Com a morte de 10 jogadores, além de deixar um em estado grave e outros dois em recuperação, o “Fantástico” apresentou reportagens sobre o caso, a vida dos meninos, o enterro feito pelos familiares e as homenagens realizadas por diversas pessoas.

De acordo com o levantamento feito pelo NaTelinha, o jornalístico dominical da Globo dedicou 46% do tempo de arte da atração para exibir matérias relacionadas ao incêndio, totalizando 58 minutos e 08 segundos. Um dos momentos que mais marcou os telespectadores foi a homenagem ao final do programa, com imagens dos meninos jogando com narração de Luís Roberto, além dos cavalinhos se reunirem todos com o escudo do Flamengo no peito.

A apresentadora Poliana Abritta apresentou toda a atração vestindo preto, como forma de luto.

Os cavalinhos

\"Fantástico\" dedica quase 50% do tempo para tragédia do Flamengo; homenagem emociona

O "Fantástico" usou quadros para homenagear os jogadores de base que morreram no centro de treinamento do Flamengo. No final da atração, quando o programa exibe os gols da rodada de domingo, o cavalinho da equipe rubro-negra discursou sobre qual o futuro dos adolescentes, caso entrassem para o futebol. Em seguida, ele chorou.

Logo depois, cavalinhos de Vasco, Fluminense e Botafogo apareceram do lado e, com efeito de edição, os escudos de suas camisas foram trocados pelo do Flamengo. Aos poucos, todos os outros 16 personagens, que compõem a Série A do Campeonato Brasileiro, se juntaram a eles.

O "Fantástico" foi encerrado com a última foto de todos os meninos reunidos.

A homenagem repercutiu nas redes sociais.

Mais Notícias