IURD

Igreja Universal afirma que permanece na grade da RedeTV! em 2019





IURD continua na programação da RedeTV!
Divulgação

Publicado em 29/11/2018 às 13:43:07 ,
atualizado em 29/11/2018 às 14:58:43

Por: Sandro Nascimento

Retornando às madrugadas da programação da Band a partir de dezembro, os programas religiosos da Universal também continuam na grade da RedeTV! em 2019. É o que garante a assessoria de imprensa da igreja em resposta ao NaTelinha.

Questionada se o vínculo com a RedeTV! seria interrompido no começo do próximo ano, a IURD negou a informação e completou: "A Igreja Universal do Reino de Deus tem contrato vigente com a RedeTV, que sofreu apenas um ajuste na grade".

A resposta não deixa claro se o ajuste estaria relacionado com redução do valor pago pelo aluguel na grade ou diminuir o tempo de horas arrendado na RedeTV!. Dentro do canal paulista, existe uma grande expectativa sobre a permanência ou não da Universal na grade. Atualmente, a igreja pertencente a Edir Macedo aluga cinco horas e meia para exibição dos seus programas religiosos. Procurada pelo site, a RedeTV! não se pronunciou sobre o assunto.

Um executivo de televisão em conversa com a reportagem, que pediu pra se manter no anonimato, explicou que embora os telecultos tenha um efeito negativo na programação, porque atrapalha o desempenho do canal na disputa pela audiência, o dinheiro advindo da Universal e de outras religiões, são importantíssimos para manter a saúde financeira no azul de muitas emissoras. Sem esse recurso, afirma a fonte, algumas enfrentariam severas crises.

Nesta quinta-feira (29), o NaTelinha adiantou que após 47 dias da sua saída da grade da Band, a Igreja Universal do Reino de Deus volta à programação do canal a partir do dia 03 de dezembro. A faixa destinada aos programas religiosos são as mesmas do antigo contrato, das 3h às 6h.

Com isso, as reprises dos programas "Jogo Aberto" e "Os Donos da Bola" que serviram como um tapa buraco nas madrugadas da Band, depois da saída da IURD, deixarão de serem veiculadas.

De acordo com o site Notícias da TV, toda essa movimentação em torno do aluguel de horários da igreja Universal nas emissoras de TV, faz parte de uma estratégia de redução de 30% a 40% da verba disponível para locar faixas nos canais de televisão. Isso significaria uma redução de R$ 120 milhões dos R$ 800 milhões que planejou investir esse ano.

Outra emissora que estava ameaçada de não contar com os recursos de IURD era a paulista TV Gazeta. Mas a diretoria da Fundação Cásper Líbero acabaram entrando num acordo e garantido a permanecia da verba da igreja na programação em 2019. Fontes no mercado, afirmam que as TVs tiveram que ceder no valor cobrado a Universal. Essa redução estaria variando entre 40% a 50% em cima do valor do antigo contrato.



publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!