30 anos sem Ramón Valdés

Seu Madruga foi o único personagem de "Chaves" que teve identidade brasileira

Há 30 anos morria Ramón Valdés, o Seu Madruga

Reprodução

Publicado em 09/08/2018 às 10:06:49 ,
atualizado em 09/08/2018 às 10:18:10

Por: Fabrício Falcheti

Há exatos 30 anos, no dia 9 de agosto de 1988, morria Ramón Valdés, dono do popular Seu Madruga no seriado mexicano "Chaves".

O ator veio de uma família repleta de artistas, conhecida como "Los Valdés". Seu irmão Germán era reconhecido na época de ouro do cinema mexicano como "Tin Tan", enquanto Manuel "El Loco" e Antonio "The Mouse" seguiram seus passos.

Ramón também fez muito sucesso no cinema, tendo atuado em mais de 50 filmes, muito deles com os maiores atores da época, como Pedro Infante e Mario Moreno Cantinflas.

Porém, sua carreira atingiu o ápice na TV, justamente quando passou a trabalhar com Roberto Gómez Bolaños.

Ex-presidente do fã-clube Chespirito Brasil e consultor dos produtos de Chespirito para SBT e Multishow, Eduardo Gouvêa falou ao NaTelinha sobre o que Seu Madruga representa. "Seu Madruga representa e vai continuar representando 'Chaves' por algumas gerações, pois sua fórmula vai ser incansável por mais uns 50 e 60 anos... O Ramón é um tipo brasileiro, aquele cara malandro, esperto... Ele consegue ir pra Acapulco devendo 14 meses de aluguel, mesmo sendo resultado de uma promoção", diz ele.

"O filho do Roberto Gómez Bolaños disse uma vez que Seu Madruga tinha se transformado numa religião para os brasileiros. E é verdade! Tanto que quando ele saiu, a série mudou de rumo e até que acabou. Quando o Carlos Villagrán saiu, o Bolaños conseguiu segurar o programa, se virando do jeito que deu... Mas quando saiu o Don Ramón, ele não conseguiu mais segurar, teve que sair da vila, criou o restaurante, o parque, a casa do Seu Barriga, pra ir arrastando a série até o final do ano e acabou, no primeiro dia de 1980", conta.

"O Seu Madruga representa um pouco de tudo do povão. No México ele era muito querido e quando veio para o Brasil, foi o único personagem que teve a identidade brasileira, ganhando um novo nome, de Don Ramón para Seu Madruga", finaliza Gouvêa, que também traduz e adapta os textos das séries e ajudou a abrir caminho para atores como Edgar Vivar e Carlos Villagrán virem mais ao país.

Em "Chaves", Don Ramón (Seu Madruga, no Brasil), na realidade, foi mais uma representação real em cena do que interpretação. O ator cantava, tocava violão e teve muitos empregos, da mesma forma que o personagem. Até a roupa simples de Seu Madruga era do seu intérprete. Ele chegava ao estúdio vestido com uma camiseta, chapéu azul e calça jeans, gravava e depois ia embora, sem passar pela caracterização.

Alguns de seus bordões, como "só não te dou outro porque" e "que que foi, que que foi, que que há?", não estavam no script inicialmente e faziam parte do dia a dia de Valdés.

Além de "Chaves", ele participou também de outros programas de Roberto Gómez Bolaños, como "Chapolin", onde deu vida a tipos como Tripa Seca, Pirata Alma Negra, Racha Cuca, Super Sam, Abominável Homem das Neves, Conde Terra Nova e o anão Zangado.

Ramón era tão respeitado por seus trabalhos no México que Emílio "El Tigre" Azcárraga, dono da Televisa, permitia que apenas ele fumasse dentro das dependências da emissora. Os demais funcionários eram proibidos e, caso fossem pegos, eram demitidos.

Apesar de ter sido tão adorado por todos os colegas, Ramón Valdés deixou os programas de Chespirito em 1979, depois que Florinda Meza se tornou produtora executiva. Chegou a voltar em 1981, mas ficou poucos meses e logo saiu definitivamente, para trabalhar com Carlos Villagrán, o Quico, que havia deixado a trupe anos antes.

Seu último trabalho foi em 1987, no Peru, onde gravou um comercial de um famoso doce local.

Faleceu no dia 9 de agosto de 1988, aos 64 anos, após passar mais de dois meses internado, devido a um câncer de estômago que se espalhou pelo corpo e atingiu a sua coluna vertebral.

Seu legado continua, como um dos melhores comediantes da América Latina e um dos personagens favoritos de "Chaves", sendo sempre lembrado através dos memes que ganharam as redes sociais.

Atualmente, pode ser visto nas séries exibidas pelo SBT e Multishow, que surpreendeu ao adquirir as produções para a TV por assinatura no início do ano.



publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!