Reportar erro
De volta

Reboot da série "Charmed" estreia na TV americana em outubro

charmed_398a39b6dfaf9218c0b873d0172607dcb3152c8c.jpeg
"Charmed" fez sucesso entre os anos 90 e 2000 - Divulgação
Taty Bruzzi

Publicado em 06/08/2018 às 19:09:56

Sucesso nos anos 90, “Charmed” vai ganhar um reboot. Em fase de produção, a série estreia no dia 14 de outubro no The CW.

Transmitida entre 1998 e 2006, a atração original contou com oito temporadas, conquistando um público fiel.

Assim que anunciado o remake, muitos destes fãs se mostraram contra a refilmagem do programa que deixou saudades.

A trama foca nas irmãs Magi (Madeleine Mantock), Mel (Melonie Diaz) e Madison (Sarah Jeffery).

As jovens são pegas de surpresa quando descobrem serem dotadas de poderes especiais e terem como missão ajudar pessoas ameaçadas por seres malignos.

Com a proximidade da data de lançamento, as protagonistas acreditam que vão conquistar o telespectador.

Reboot da série \"Charmed\" estreia na TV americana em outubro

Em entrevista à revista Variety, o trio de irmãs fictícias formado pelas atrizes Madeleine Mantock, Melonie Diaz e Sarah Jeffrey comentaram sobre a rejeição com naturalidade.

"É algo natural. Precisamos considerar que se trata de uma produção que faz parte da vida dessas pessoas há 20 anos. Eu entendo totalmente, eles sentem como se a série fosse sua propriedade", disse Madeleine.

Já para Melonie Diaz, essa negatividade inicial é comum se tratando de uma série de grande repercussão.

“Essa série foi algo realmente grande para muitas pessoas e muitas delas se identificam com a produção. Sinto que devemos focar no lado positivo”, opinou.

A expectativa de Sarah Jeffrey é a de que os fãs mudem com o tempo. "Eu espero que nós possamos converter todos esses desacreditados", falou.

Com direção de Brad Silberling e Ben Silverman, a série conta com a mesma equipe de roteirista de outra atração, “Jane The Virgin”.

A história se passa nos dias atuais e a questão do feminismo deve ser discutida. O episódio piloto já foi encomendado.

TAGS:
Mais Notícias