Reportar erro
Ela voltou

A Favorita: Mitos e curiosidades da novela que chegou ao Globoplay

Novela inaugurou tramas disponíveis na plataforma de streaming

Teaser de A Favorita
A Favorita está no Globoplay e cheia de mitos e curiosidades - Foto: Divulgação
Daniel César

Publicado em 09/06/2020 às 06:05:34

A Favorita foi a novela escolhida para inaugurar a estratégia de disponibilizar mais de 50 produções no Globoplay. Liberada para os assinantes da plataforma desde o dia 25 de maio, a trama de João Emanuel Carneiro foi ao ar originalmente na faixa das 20h (atual 21h) e é recheada de mitos e curiosidades, com direito até ao mito de que ninguém sabia quem era a grande vilã.

O folhetim protagonizado por Cláudia Raia e Patrícia Pilar chamou a atenção do público por conta de seu estilo diferente do que se via, já que não era possível saber quem era a mocinha e quem era a vilã da história logo no início. Mas A Favorita foi muito além e chamou a atenção da mídia na época por conta de mitos e curiosidades.

Confira os mitos e curiosidades:

Mitos de A Favorita

Sinopse antecipada

A Favorita: Mitos e curiosidades da novela que chegou ao Globoplay

Quando A Favorita estreou, a Record lançou uma estratégia controversa e colocou a segunda temporada de Os Mutantes no mesmo horário. Embora nunca tenha tido a liderança ameaçada, a novela chegou a derrapar no Ibope nos primeiros capítulos. Em 03 de junho de 2008, enquanto a novela da Globo estreava com 35 pontos, a da Record marcava 24.

Por isso, muita gente acreditou no mito de que João Emanuel Carneiro teve de antecipar sua sinopse e revelar quem era o assassino de Marcelo. A revelação de que Flora (Patrícia Pilar) era a grande vilã alavancou a audiência da novela, que disparou a partir daí. Mas os planos não foram alterados e o autor sempre planejou a revelação para o final do primeiro quarto da trama.

Ninguém sabia quem era a vilã

A Favorita: Mitos e curiosidades da novela que chegou ao Globoplay

Também há outro mito que foi criado por trás de A Favorita de que ninguém sabia quem era a grande vilã da história, apenas o autor. Após a revelação, que foi ao ar no capítulo 56, Cláudia Raia e Patrícia Pilar deram entrevistas para o Fantástico e confirmaram que sempre souberam que Flora era a má e Donatela a mocinha.

Além disso, o próprio João Emanuel Carneiro confirmou que o diretor de núcleo, Ricardo Waddington, também esteve envolvido desde o início e sabia que Flora era a grande assassina da história. O ponto é que os envolvidos conseguiram manter o segredo a sete chaves.

Falsos assassinos

A Favorita: Mitos e curiosidades da novela que chegou ao Globoplay

Na época em que a revelação de A Favorita ainda era um mistério, criou-se mitos de que haveria outros assassinos e muita gente acreditou. Ainda hoje há quem pense que houve mudanças para deixar Flora como a vilã da história, mas tudo não passava de mito.

Na semana da revelação, muita gente apostou que o assassino era Gonçalo (Mauro Mendonça), porém houve quem defendeu tratar-se de Silveirinha (Ary Fontoura). No fim, tudo não passava de outra lenda urbana e a escolhida estava entre as duas protagonistas.

Curiosidades de A Favorita

Revelação na abertura

A Favorita: Mitos e curiosidades da novela que chegou ao Globoplay

A prova de que autor, diretor e protagonistas já sabiam quem era a verdadeira vilã estava na abertura de A Favorita. O desenho animado exibido nos créditos da novela mostrava a história da trama criada por João Emanuel Carneiro.

O desenho mostrava duas mulheres – com cores diferentes – e uma delas dava um tiro provocando a morte de alguém. A verdadeira assassina era presa e tinha a filha tirada de seus braços, tratava-se de Flora, como de fato aconteceu na novela. Mesmo assim, ninguém percebeu a dica antes de ser revelado no Vídeo Show.

Protagonistas

A Favorita: Mitos e curiosidades da novela que chegou ao Globoplay

Por causa do mistério entre Flora e Donatela e também em virtude do tamanho das personagens, Ricardo Waddington achou uma solução interessante para evitar qualquer rusga sobre o protagonismo em A Favorita.

Nos créditos de abertura, o diretor de núcleo da novela ordenou que os capítulos revezassem os nomes de Cláudia Raia e de Patrícia Pilar aparecendo em primeiro lugar e isso foi mantido até o último capítulo da história.

Mais Notícias