Entrevista

Protagonista de "Malhação" shippa "Rilipe" e resume relação: "'amorzin' até no caos"

Alanis Guillen torce para que Nina fique com as duas mães: “Se é amor tem que somar"

Protagonista de
Alanis Guillen tem brilhado como protagonista de "Malhação - Toda Forma de Amar" - Reprodução/TV Globo

Publicado em 03/09/2019 às 06:10:00 ,
atualizado em 03/09/2019 às 10:59:39

Por: Taty Bruzzi

Ela tem feito sucesso como a Rita em “Malhação - Toda Forma de Amar”. Aos 20 anos, Alanis Guillen está vivendo a experiência de ser protagonista da novelinha global e se saído muito bem no ofício. 

Na atual temporada, a personagem passa por dois dramas. O primeiro foi ter sido mãe solteira ainda na adolescência. Já o segundo é lutar pelo direito de recuperar sua filha que foi entregue para a adoção sem que ela soubesse, pois acreditava que a criança havia morrido no parto. 

Em conversa exclusiva com o NaTelinha, a atriz abre seu coração e opina sobre quem deve ficar com a guarda da Nina. “Com as duas mães. É amor demais dos dois lados e se é amor, tem que somar!”, afirma. 

Já em relação à oportunidade para o papel, Alanis conta que recebeu o convite em dezembro do ano passado, depois de analisarem um primeiro teste que ela havia feito para outro trabalho. No início deste ano foi que tudo se concretizou. 

“Em janeiro me ligaram novamente para fazer um segundo teste, mas dessa vez iria um dia antes para passar o dia com o elenco já selecionado e com a preparadora, Cris Moura. Dali, já fiquei direto e seguimos nas preparações com a Cris. Junto a isso, aprofundando e unindo as pesquisas que já havia começado”, explica. 

Alanis revela ter buscado inspiração para a Rita através de personagens reais que conheceu. “Me inspirei e ainda me inspiro em algumas mulheres que conheci e outra que apenas vi, mas que me deu mais sentido para tudo o que a Rita significa”, diz. 

O tema central da nova temporada de “Malhação” é a adoção, assunto ainda considerado tabu na sociedade. Ao ser questionada sobre toda polêmica que envolve essa questão, a atriz acredita que a discussão possa mudar esse quadro.  

“Não só acredito como vi esse assunto ser mais discutido e discorrido pelas pessoas. Isso que é de muita valia na televisão, trazer assuntos pouco considerados e, até mesmo, já pré-julgados e cheios de ideias do senso comum para todos os cantos do país”, alerta. 

“Para dentro das casas dessas pessoas, abrir esse campo de possibilidades e realidade no consciente delas (nós) para, daí, surgir maior desenvolvimento nos diálogos e pensamentos”, complementa.

Na trama, Rita se passa por namorada do amigo Guga (Pedro Alves), que é gay, mas ainda não falou abertamente sobre sua sexualidade com os pais. Ele teme a reação do pai, que é um homem conservador e machista. 

A respeito de uma questão tão delicada, a protagonista afirma já ter visto história semelhantes entre amigos e defende o personagem do colega de elenco. “Foi uma forma que ele encontrou para se proteger e amadurecer o assunto em relação à família. É um processo de autoconhecimento e apropriação de si”, pondera.

Por outro lado, a mocinha se apaixonou por Filipe (Pedro Novaes), que vem a ser irmão de criação da sua filha, Nina. O início dessa relação foi meio de gato e rato, mas aos poucos os jovens têm se permitido experimentar esse amor que parece ter tudo para dar certo.

“Uma relação que se cria e se recria o tempo todo, mas que é forte. Nada na vida deles é linear em momento nenhum, e que bom!”, vibra. “Acredito que tudo isso só está fortalecendo a parceria deles. ‘Rilipe’ (Rita + Filipe) é muito ‘amorzin’ até no caos”, analisa a atriz, que entrega como está o coração da Alanis.  “Meu coração anda bem, livremente!”, finaliza.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!