Reportar erro
Última semana

Marieta Severo fala sobre Sophia e elogia Walcyr: "Sabe prender o público como ninguém"

"Me surpreendo com a capacidade dele", elogiou Marieta Severo

sophia_5050612ca880e530fef2dc37e03be49578325286.jpeg
Marieta Severo é Sophia em "O Outro Lado do Paraíso" - Fotos: Divulgação/TV Globo
Thiago Forato

Publicado em 07/05/2018 às 08:30:10

Marieta Severo dá adeus à Sophia de "O Outro Lado do Paraíso" na próxima sexta-feira (11), depois de várias tesouradas, briga pelas esmeraldas, um grande amor e até um AVC (Acidente Vascular Cerebral). 

Para a intérprete da vilã, Walcyr Carrasco é um autor que cria personagens fortes, conduzindo a história envolvendo o público. "Me surpreendo com a capacidade dele de apresentar caminhos que você nem poderia imaginar. Costumo ler os capítulos inteiros porque não consigo ler só a minha parte, fico envolvida com o todo", orgulha-se Marieta Severo em entrevista ao NaTelinha.

A atriz também diz gostar quando os autores abordam temas relevantes para a sociedade, tais como o preconceito racial, homofobia, questões de violência contra a mulher, como foi em "O Outro Lado". "Gosto também de estar a serviço disso", diz.

Sophia sempre fez distinção dos filhos. Gael (Sérgio Guizé) é o único que ela realmente ama, já que Lívia (Grazi Massafera) não saiu de seu ventre, e Estela (Juliana Caldas) é uma anã, sempre sendo alvo de ironias e deboches da mãe. "Existe um termo que fala sobre a mãe tóxica. Fui ler sobre o assunto e descobri que uma mãe desse tipo, como a Sophia, intoxica os filhos emocionalmente. Sophia é um exemplo disso", conta.

Marieta Severo fala sobre Sophia e elogia Walcyr: \"Sabe prender o público como ninguém\"

Na análise de Marieta, "O Outro Lado do Paraíso" é um folhetim típico. "O vilão é tratado com tintas fortes e não com complexidades e sutilezas. Sendo assim, o que interessa ao autor é mostrar uma vilã que só se preocupa com ela mesma, com os seus desejos. Sophia não tem nenhum tipo de sentimento que não passe pela posse, pelo poder, pelo controle absoluto do outro ou das situações", diz.

Questionada sobre qual seria o final ideal para sua vilã, pondera: "Prefiro não ficar especulando. Mas quem sabe, podemos dar um exemplo através dela, fazendo com que pague por suas ações. Ao mesmo tempo, Sophia não deixa de representar um tipo de valor da sociedade moderna, que acredita que pode comprar tudo e todos. E esses daí, na nossa sociedade, estão saindo vitoriosos... Então talvez ela saindo por cima, vitoriosa, fosse mais real... Mas deixo essa tarefa para o Walcyr, que é um autor que sabe prender o público como ninguém".

Marieta Severo fala sobre Sophia e elogia Walcyr: \"Sabe prender o público como ninguém\"

Com todos os crimes cometidos por Sophia, Marieta crê que dificilmente a personagem teria uma redenção: "Acho difícil. Na Sophia não existem valores para sustentar essa mudança, ao contrário do que acontece com o Gael. Sophia é amoral, só deu maus exemplos. Sua busca é só pelo dinheiro e pelo poder. Mas não fico pensando nisso. Prefiro seguir o caminho do autor, pra onde a imaginação e a criatividade dele forem, eu vou atrás!".

Mais Notícias