"Não existe papel pequeno", diz a atriz Elizabeth Savalla

 "Não existe papel pequeno", diz a atriz Elizabeth Savalla
Divulgação/TV Globo

Sem autor

Publicado em 20/01/2014 às 08:14:19

Com o fim de "Amor à Vida", pode-se dizer que um dos grandes destaques da novela de Walcyr Carrasco foi a atriz Elizabeth Savalla.

Em entrevista para o jornal "O Estado de S.Paulo", Savalla disse que não existem personagens pequenos na TV: "Mais do que talento, tenho sorte. O que mais conta é estar na hora certa no lugar certo com pessoas que gostam de você. Tive autores que gostavam de mim, como a Janete Clair, o Mario Prata e o Walcyr Carrasco. Não existe papel pequeno, existe o tamanho de cada ator que faz o papel".

Sobre estar presente na maioria das tramas de Walcyr, ela responde com bom humor: "Você tem de perguntar para ele. Vai que eu respondo alguma coisa que ele não gosta, o sobrenome dele é Carrasco”.

Sobre a relação com Tatá Werneck, a Valdirene da trama, a intérprete da Márcia diz que tenta tirar o melhor do texto, já que Walcyr Carrasco reprova improvisos: "Eu não conhecia o trabalho dela. Na primeira reunião de elenco, falei que estava com medo, pois não sabia fazer a personagem. Aí, a Tatá deu uns pulos, me abraçou e falou assim: ‘Se você está com medo, imagina eu. Estou desesperada’. Então, a gente definiu que estava junto. Ela vai, eu vou e a cena continua. A gente cria muito no fim, tenta fazer uma coisas nonsense dentro do texto".

"Amor à Vida" acabará no próximo dia 31 de janeiro, quando dará lugar para "Em Família", última novela de Manoel Carlos na Globo.
 

Mais Notícias