Batman

Escolha de Heath Ledger para o papel de Coringa foi questionada, diz co-roteirista

Divulgação

Publicado em 06/08/2018 às 21:41:50

Por: Taty Bruzzi

Lançado em 2008, “Batman - O Cavaleiro das Trevas” deu ao saudoso Heath Ledger o Oscar póstumo de melhor ator coadjuvante.

O astro interpretou o Coringa na trama dirigida por Christopher Nolan. Em recente entrevista, o irmão do diretor disse que ninguém entendeu sua escalação na época.

De acordo com Jonathan Nolan, co-roteirista do longa-metragem, a escolha de Ledger para o papel do vilão criou uma aura de mistério e de surpresa sobre a atuação do astro.

"Quando escrevi 'O Cavaleiro das Trevas', Cris teve de imaginar como iria representar o Coringa. Ele teve um ótimo encontro com Heath Ledger”, disse.

“Eu não entendi nada, o estúdio não entendeu nada. E fãs... Nós fomos ridicularizados por isso. 'Pior escalação de elenco de todos os tempos!'”, declarou.

Nolan explicou que seu irmão se viu entre a cruz e a espada. “Dar aos fãs o que eles pediam ou dar aos fãs o que eles queriam, ou seja, 'vamos achar a porra de um ator sério, alguém que chegue e destrua com esse papel'", concluiu Jonathan.

Ator entrou para a lista dos melhores vilões de Hollywood

A preparação de Heath Ledger para o papel de Coringa lhe rendeu o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante.

Além disso, em enquete para listar os melhores vilões do cinema, o personagem do ator superou Darth Vader (“Star Wars”) e Hannibal Lecter (“O Silêncio dos Inocentes”).

Para o papel, Ledger transformou o seu apartamento em uma espécie de santuário do vilão, um espaço com quadrinhos, referências e imagens relacionados ao personagem.

O galã australiano faleceu de overdose acidental por medicamento em janeiro de 2008, meses antes da estreia de “Batman - O Cavaleiro das Trevas” nos cinemas.

Rumores apontavam para uma suposta depressão. Entretanto, as irmãs do astro negaram a hipótese do quadro ter sido decorrente do laboratório para o papel no filme. “Ele estava muito feliz”, afirmaram.



publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!