Reportar erro
Maple Leaf

Após Europa e Brasil, Netflix reduz qualidade de vídeo no Canadá

Canadá também sofrerá redução de qualidade da Netflix

Netflix com a bandeira do Canadá
Netflix sofre redução de qualidade no Canadá
Thiago Forato

Publicado em 27/03/2020 às 10:31:58

A Netlix está diminuindo a qualidade de vídeo para seus assinantes no Canadá, enquanto tenta se adequar ao crescente consumo no país diante da pandemia do Covid-19. A empresa segue o que fez no Brasil e Europa.

A gigante do streaming fez mudanças na última semana e projeta diminuir seus dados de tráfego em 25%, à medida que os provedores de internet lidam com um aumento na atividade dos usuários.

"Acreditamos que isso proporcionará um alívio significativo às redes congestionadas no Canadá pelos próximos 30 dias", garantiu Ken Florance, vice-presidente de entrega de conteúdo.

Qualidade de vídeo da Netflix

Vários fatores influenciam a quantidade de dados usada ao transmitir um filme online. Uma delas é a resolução de vídeo. Isto é, se ele é de alta definição (HD), ou de ultra definição (4K).

Vídeos com taxa de bits mais altas tendem a parecer menos quadriculados ou com pixels. A Netflix diz que cortará suas taxas de bits.

Uma hora de vídeo de definição padrão usa cerca de 1GB de dados, enquanto o HD pode usar até 3GB por hora.

A empresa disse que preservaria seu bom funcionamento durante a crise do coronavírus.

Medida é similar em outros países

A Netflix introduziu medidas semelhantes na diminuição na sua qualidade de vídeo. Brasil, Austrália, Índia, Nova Zelândia e Europa são algumas das regiões afetadas.

"Estamos vivendo uma crise global e todos temos a responsabilidade de ajudar onde pudermos", acrescentou a empresa.

Coronavírus no Canadá

Até o momento, 19 pessoas morreram no Canadá por conta do novo coronavírus. O número de casos é de 1302.

O Canadá já fechou suas fronteiras para todas as viagens, exceto as essenciais, e anunciou um pacote de ajuda de 27 bilhões de dólares canadenses para as pessoas e empresas mais afetadas pela crise.

Mais Notícias