Boicote

Após reportagens sobre Bolsonaro, rede de mercado decide cancelar anúncios na Globo

Rede soltou nota oficial e também citou novelas que "contrariam valores"

Após reportagens sobre Bolsonaro, rede de mercado decide cancelar anúncios na Globo
William Bonner apresenta o JN, um dos jornais boicotados pelo mercado. Foto: Divulgação

Publicado em 04/11/2019 às 22:45:41 ,
atualizado em 07/11/2019 às 09:32:16

Por: Daniel César com Redação NT

Uma rede de supermercados do Paraná soltou nota oficial nesta segunda-feira (04) anunciando que está deixando de anunciar nos intervalos do jornalismo nacional da Globo e também nas novelas Malhação e A Dona do Pedaço. A justificativa é uma suposta perseguição ao presidente Jair Bolsonaro, além de cenas que contrariam os valores familiares.

O documento foi postado pela rede de Supermercado e repercutiu na web no início da noite. No documento, a empresa justifica a decisão de parar de anunciar no jornalismo nacional da Globo por conta do que ela acredita ser falta de credibilidade profissional.

"O Condor Super Center esclarece que a decisão da empresa em suspender suas veiculações na Globo limita-se aos programas jornalísticos nacionais da emissora que são o Bom Dia Brasil, Jornal Hoje, Jornal Nacional e Fantástico, bem como em programas que contrariem os valores familiares como Malhação e a novela das 21h", diz o documento disponível para os internautas.

Porém, a empresa fez questão de salientar que pretende manter a publicidade na programação da afiliada da Globo no Paraná. "Permanecemos com nossos investimentos na RPC, afiliada Globo no Paraná, remanejando e reforçando a programa regional e de entretenimento saudável".

Boicote à Globo por apoio a Bolsonaro

A nota oficial explica as motivações para tal decisão da rede de Mercados. "Tal decisão está fundamentada na parcialidade que o jornalismo desta emissora vem demostrando, onde apresenta matérias sem o devido cuidado, apenas de cunho sensacionalista, especialmente contra o Presidente da República", continua.

A partir daí, o documento sai em defesa direta a Bolsonaro. "Temos constatado muitas medidas que beneficiarão o futuro do país, mas muito pouco tem sido divulgado, demonstrando a parcialidade que parte da imprensa tem praticado".

Confira a nota oficial da rede de supermercado paranaense.

 


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!