Reportar erro
Grupo

"Rio2C": Globo lança "Assédio" e discute uso de dados, streaming e protagonismo feminino

Como foi o dia da Globo na maior feira audiovisual da América Latina

Área de experiências imersivas no Espaço Empresas Globo
Fotos: Raquel Cunha/Globo
Redação NT

Publicado em 26/04/2019 às 10:46:58

Nesta quinta-feira (25), empresas da Globo foram destaque na "Rio2C", maior evento de criatividade e inovação da América Latina, que acontece ao longo desta semana no Rio de Janeiro.

Na ocasião, o Grupo Globo falou sobre big data, streaming e o protagonismo feminino no setor audiovisual, além de comandar um painel sobre a minissérie "Assédio", uma produção original exclusiva para o Globoplay, com previsão de estreia na TV aberta no próximo dia 3 de maio.

Diretor de Negócios Integrados da Globo, Eduardo Schaeffer (foto/abaixo) definiu o olhar da empresa para o trabalho da gestão de dados: "Dado, por si só, é custo. O conhecimento e a análise das informações coletadas são essenciais para geração de negócios e valor para o mercado e para as pessoas". O executivo participou do painel "Inteligência e Gestão de Dados", ao lado de Danilo Igliori, CDO do Grupo ZAP.

Schaeffer defendeu que o conhecimento dos dados e hábitos de consumo é fundamental para a tomada de decisão das empresas e que são essas informações que auxiliam na estruturação de operações eficientes, saudáveis e que gerem valor. Comentou, também, o investimento da Globo na estruturação de um ambiente que comporte o grande volume de dados coletados, de um repositório com disponibilidade e segurança.

\"Rio2C\": Globo lança \"Assédio\" e discute uso de dados, streaming e protagonismo feminino

Wanderley Baccalá, CEO da Globo.com, e Eldes Mattiuzzo, diretor geral da rede Telecine, também discutiram o tema, mais cedo, em "A palavra é Big Data: novos dados de consumo e novos negócios". Os executivos abordaram questões como a classificação de conteúdos e o uso de machine learning para direcionar a produção e entender o comportamento do consumidor.

No final do dia, João Mesquita, CEO do Globoplay, apresentou a estratégia da plataforma para o mercado brasileiro e como a relação das pessoas com as histórias permite compreender seus interesses e desejos. Mesquita destacou a capacidade da plataforma em competir com grandes players globais e seu diferencial em ser um produto não apenas de venda de assinatura, mas também de "catch up" de produtos da Globo.

Destacou o fato de que relação próxima da Globo com os brasileiros é importante para compreender os hábitos e interesses de consumo. Apresentou ainda os pilares de conteúdo da plataforma, hoje divididos em acervo Globo, acervo Globosat, produtos licenciados com exclusividade e originais Globoplay. E aproveitou o momento para apresentar as novidades de conteúdos para os próximos meses.

Assédio

\"Rio2C\": Globo lança \"Assédio\" e discute uso de dados, streaming e protagonismo feminino

Para lançar a série "Assedio" na TV aberta, a atriz Adriana Esteves, a diretora Amora Mautner e a autora Maria Camargo se reuniram na "Rio2C" para falar de sororidade em uma narrativa de transformação social. Primeira série original da Globo desenvolvida com exclusividade para o Globoplay, a obra traz a luta e a força das mulheres, contando a história de união de vítimas que formaram uma rede para denunciar uma sequência de abusos sexuais cometidos por um médico bem-sucedido e respeitado, inspirado na história real de Roger Abdelmassih.

“Desde o início estava claro o lugar do antagonista. Mas as mulheres, as vítimas, eram muitas. Me interessa falar sobre o machismo, mas sob a ótica do feminino. Então, invertemos a narrativa. A história é sobre essas mulheres, que juntas encontraram forças para vencer a violência e se tornaram protagonistas da própria história. Se ajudarmos uma pessoa, seja uma mulher ou um homem, a entender o ponto de vista feminino, valeu a pena”, explicou a autora Maria Camargo.

“Procurei uma empatia com essas mulheres. Um trabalho com essa denúncia, ele cumpre uma função artística e social muito grande. Esse assunto tem que deixar de ser um tabu. É uma série corajosa, que fala de sororidade, de amizade. Essa é uma porta aberta, que não vai se fechar mais. Ainda vamos ter que pensar muito, gritar muito, falar muito sobre isso”, resumiu Adriana Esteves.

A diretora Amora Mautner falou sobre a escolha estética para tratar um assunto tão duro: “O texto era tão subjetivo, que já inspirava um tipo de imagem crua. Aquelas mulheres estão morrendo por dentro. Então procuramos uma luz mais verde, com as de necrotérios. Mas as personagens, de alguma forma, pulsam vida. Eu gravava aquelas cenas sempre lembrando que elas seriam vitoriosas”.

Teve mais

\"Rio2C\": Globo lança \"Assédio\" e discute uso de dados, streaming e protagonismo feminino

Também para debater o protagonismo feminino, Aline Midlej mediou a conversa "Por elas, com elas, para elas" com as atrizes Taís Araújo e Andreia Horta, as jornalistas Glenda Kozlowski, as apresentadoras e jornalistas Astrid Fontennele e Renata Boldrini e a autora Maria Camargo, que falou sobre sua experiência com "Assédio", ressaltando a importância de ter muitas mulheres em equipes de criação, produção e direção. Andreia Horta concordou com a autora, comentando sua participação em filmes e novelas, enquanto Glenda destacou o preconceito que jornalistas enfrentam no universo esportivo. Já Renata exaltou as diretoras de cinema que vêm fazendo diferença nos últimos anos.

Astrid lembrou das mulheres que, em décadas anteriores, precisavam se masculinizar para ocupar espaços até então dominados por homem e Taís Araújo destacou a quantidade de mulheres no set de "Aruanas", série original Globo exclusiva para o Globoplay.

No Espaço Empresas Globo, o destaque foi a apresentação "Sessão ViU: Hackeando o YouTube", com Lucas Herdy, coordenador da área de Inteligência de Produto e Negócios da ViU Hub, que revelou insights sobre o YouTube e de que maneira criadores, veículos e marcas podem melhorar seus números e planejar seus conteúdos. "Produção de Arte", com Guga Feijó; "Sessão Gloob: Era Uma Vez", com Anna Mezachi; "A Arte do Improviso", com Fernando Caruso; "Sessão ViU: Cocriando com Influenciadores e Marcas", Pedro Alvim, Ana Paula Rodrigues, Ana Clara e Vanessa Oliveira; "Sessão Telecine: Transformação Digital na Prática", com Ana Júlia Ghirello; e "Música e Narrativa", com Marcel Klemm, completaram a programação do espaço.

Mais Notícias