Reportar erro
Atitude política

Pedro Cardoso pede que seguidores deixem de segui-lo: "Pelo bem da revolução"

Ator explicou que sua intenção é enfrentar o mecanismo das redes sociais

Pedro Cardoso
Pedro Cardoso tomou nova atitude política - Foto: Reprodução/Instagram
Redação NT

Publicado em 10/08/2020 às 10:44:00

Pedro Cardoso escreveu um longo texto na manhã desta segunda-feira (10) pedindo aos seus seguidores que deixassem de segui-lo no Instagram, mas continuassem a ler seus conteúdos. O ator explicou que essa ação faz parte de uma atitude política em prol da democracia.

“Gostaria de pedir a todos q me seguem que deixassem de me seguir. E continuassem a me ler eventualmente quando, por alguma saudade, tiverem curiosidade de compartilhar inquietações sobre o Brasil e seu nazifascismo surpreendente. A razão do meu pedido é simples: enfrentar o mecanismo de funcionamento destas redes antissociais", declarou.

"Tudo aqui se move impulsionado pela ação de seguir e ser seguido; formando assim grupos de semelhantes, quando não, de iguais. Ao deixarmos de seguirmos uns aos outros, enfrentamos a lógica do negócio e, embora não o vamos impedir de todo - pois a máquina sempre saberá quem temos visitado -, teremos criado uma dificuldade para os donos desse lugar desonesto onde estamos presos”, acrescentou.

Pedro contou que também deixará de seguir todos os seus amigos, entretanto, irá continuar os lendo. “Sem a mesma assiduidade talvez, mas com maior atenção até. Não quero ter seguidores, nenhum!”, refletiu o artista.

Pedro Cardoso explica que atitude é política

Pedro Cardoso relatou que o pedido tem um teor político, porque tal atitude representará uma oposição ao nazifascismo e que permitirá as pessoas de buscarem seus conteúdos de maneira espontânea.

“Não pretendo, portanto, fazer nada maior do que o nosso tamanho aqui. Apenas acho que seria lindo a minha conta de Instagram não ter nenhum seguidor, seguir a ninguém, e ser lida por iniciativa específica de busca a cada publicação. Ser menos lida e melhor lida; recusar o íncubo nazifascismo do próprio funcionamento comercial para o qual as redes antissociais foram concebidas. Percebem, amigos, a minha intenção?”, comentou.

“Então? Pelo bem da revolução, em prol da democracia real, deixem de me seguir e continuem a me ler!”, concluiu o ator. Até o momento, Pedro tem cerca de 585 mil seguidores e segue mais de 1,4 mil pessoas.

Mais Notícias
Outros Famosos