Reportar erro
Polêmica

Após se defender, PC Siqueira vê fim de parceria com Rafinha Bastos e Cauê Moura

Felipe Neto também declarou que o caso estava encerrado

PC Siqueira, Rafinha Bastos e Cauê Moura
PC Siqueira no Ilha dos Barbados - Foto: Reprodução/YouTube
Redação NT

Publicado em 12/06/2020 às 10:51:00

O caso PC Siqueira continua como um dos principais assuntos das redes sociais e ganhou um novo capítulo com o posicionamento dos famosos. Na última quinta-feira (11), o youtuber se pronunciou, mas viu sua parceria com Cauê Moura e Rafinha Bastos ser encerrada.

Após ser acusado de pedofilia nas redes sociais, Siqueira usou sua conta do Instagram para se posicionar e afirmar que estava sendo vítima de manipulação, apresentando evidências de que o vídeo era uma montagem.

“Ontem, fui pego de surpresa ao ver meu nome sendo utilizado por uma articulação criminosa, que tentou me acusar de algo terrível, que jamais cometi ou cometeria. Confesso que fiquei chocado, atordoado e passei por um dos piores momentos da minha vida. Ninguém imagina um dia ver seu próprio nome envolvido com um crime abominável”, disparou.

“Eu vim aqui esclarecer isso a vocês e a todos que estiveram interessados neste assunto. Tenho recebido ameaças devido ao meu posicionamento político há algum tempo, mas nunca imaginei que seria atingido por algo tão baixo. No mais, muito obrigado pelo carinho de quem me conhece e das pessoas que me seguem. Isso tem sido importante nesse momento. Muito obrigado, de verdade!”, acrescentou.

Pouco depois, supostos áudios dele falando sobre o caso caíram na web e a polêmica aumentou. Cauê Moura, que trabalha há anos com PC Siqueira, foi cobrado para se posicionar. Após horas sem falar sobre o caso, ele apareceu nas redes sociais na noite de quinta e contou que a Ilha dos Barbados não existiria mais.

“Assim como vocês, tomei conhecimento do caso envolvendo o PC por meio das redes sociais. Fiquei completamente chocado. Mantive o silêncio até agora, mas o benefício da dúvida se esgotou. Que todos os envolvidos sejam submetidos à lei. Que essa criança seja salva com urgência. No momento, eu e Rafinha [Bastos] não vemos mais sentido em seguir com as atividades do Ilha de Barbados. Estamos perplexos e decepcionados”, comentou.

Rafinha Bastos, inicialmente, tinha dito que foi pego de surpresa. “Não tivemos contato nos últimos dias. Eu e o Cauê estamos esperando ele se pronunciar. Só o PC sabe da veracidade disso. É muito pesado. Tô quieto porque não sei a real e não quero contribuir pra que ele faça uma merda com a própria vida. Tô com raiva e tô confuso. Isso foi muito inesperado. Tô tentando segurar a onda pra não cometer injustiça... mas preciso de respostas. Não só eu... eu, vocês e, daqui a pouco, a polícia. Como vocês, tô esperando ele falar”, falou em sua conta do Twitter. Logo depois do posicionamento de Cauê Moura, o humorista compartilhou a postagem do colega e não fez mais nenhum comentário sobre o assunto.

Felipe Neto de PC Siqueira

Felipe Neto, que inicialmente pediu cautela na situação, afirmou que agora era um caso de Justiça. “Acabei de ouvir os áudios do PC Siqueira e, pra mim, o caso está encerrado. Agora cabe à justiça. Por se tratar de um caso de risco de morte, visto as várias vezes em q PC fala que vai se matar, eu não quero mais tocar neste assunto', disparou.

"Espero, do fundo do meu coração, que a mãe dessa criança seja entregue às autoridades e que essa menina seja retirada dessa situação de absoluto abuso. Espero q a justiça seja feita, de todos os lados. Essa é uma das piores coisas que já vi na minha vida. Boa noite”, completou.

Confira a repercussão do caso PC Siqueira abaixo:

Mais Notícias
Outros Famosos