Se pronunciou

Atriz Mayana Neiva se pronuncia após prisão do pai: "Seguimos confiantes"

O empresário foi preso pela Polícia Federal

 Atriz Mayana Neiva se pronuncia após prisão do pai: "Seguimos confiantes"
Mayana e Vladimir Neiva - Foto: Reprodução

Redação NT

Publicado em 19/12/2019 às 16:51:09

Por meio de sua assessoria de imprensa, a atriz Mayana Neiva, que está no ar atualmente na novela Éramos Seis, decidiu se pronunciar à respeito da prisão do seu pai, o empresário Vladimir Neiva.

continua depois da publicidade

O pai da famosa está sendo investigado após o seu nome ser citado duas vezes durante a sétima fase da operação Calvário, por um suposto desvio de R$ 134,2 milhões das áreas de saúde e educação pública do estado da Paraíba.

A atriz resolveu comentar pela primeira vez sobre o assunto para a revistaQuem, destacando que tudo será esclarecido juridicamente. “Trata-se de algo que envolve exclusivamente seu pai e que será explicado, agora, no âmbito jurídico”, diz a nota. “Gostaríamos de afirmar que Vladimir Neiva apenas foi indiciado, não foi sequer denunciado e que tudo ainda transita na esfera da investigação, não existindo nenhum condenado até agora”, completou.

continua depois da publicidade

Mayana Neiva divulga nota sobre prisão do pai

Em outro momento do texto, é destacado que é necessário ter ética no momento, e um cuidado para que um fato assim acabe prejudicando a carreira da famosa. “É necessário neste momento ter ética e cuidado para que um fato isolado não prejudique uma carreira exclusivamente dedicada às artes, como tem sido a de Mayana, que tem na dramaturgia sua paixão e sua única fonte de renda", afirmou.

continua depois da publicidade

Já mais adiante, ela garantiu que às vezes as pessoas são julgadas condenadas antes mesmo do final do processo, como uma forma de crítica.

"Vivemos em uma época em que a mídia e os leitores condenam antes da justiça. Em que a pressão por culpados exista antes de uma apuração correta e transparente. O que existe, de fato, é uma acusação de entrega de recursos a certos agentes políticos, mas nada comprovado nos autos. Apenas há a versão de um delator. Seguimos confiantes que em breve, encerrada as investigações e com a liberdade de Vladimir restituída, ele será absolvido, caso realmente venha a ser processado (o que ainda não aconteceu).”, completa.

continua depois da publicidade