Agressões

Diego Hypolito denuncia ódio após foto com Bolsonaro

Ex-ginasta falou sobre polêmica no Altas Horas

Diego Hypolito denuncia ódio após foto com Bolsonaro
"Fui retirado de balada porque as pessoas tentavam me bater", revelou Diego Hypolito (Foto: Montagem NT)

Publicado em 01/12/2019 às 16:00:00

Por: Redação NT

Diego Hypolito foi um dos convidados do último sábado (30) do Altas Horas, na Globo. O destaque de sua conversa com o apresentador Serginho Groisman foi a repercussão da foto em que o ex-atleta aparece ao lado do presidente Jair Bolsonaro, divulgada há duas semanas.

Homossexual assumido, o ex-ginasta foi duramente criticado por conta do registro. Muitos apontaram incoerência na postura de Diego Hypolito, já que o político tem um discurso contrário às pautas LGBTQ+.

"Depois dessas enxurradas de ódio que tenho recebido nas minhas redes, só vim no seu programa hoje, de verdade, porque foi você (quem convidou)", disse Hypolito a Serginho Groisman. "Nem sei como eu consegui entrar. Vocês me viram antes do programa, eu estava aos prantos", revelou o rapaz.

O ex-ginasta disse que as redes sociais têm sido responsável por propagar grande parte das agressões. "A internet, que muitas vezes a gente acha que é uma bobeira, quando você fala implantando o ódio, ela machuca a pessoa", disse.

"Eu sou gay, acho que a gente tem que ter o respeito ao próximo. Independente de escolhas, atitudes, posições. E quando eu me encontrei com o presidente Bolsonaro, ele pediu para me encontrar, não foi um pedido meu", justificou.

Segundo Hypolito, o encontro foi para discutir questões ligadas ao esporte, à cultura e à educação, segmentos que têm sido deixados de lado. "Quando você aparece em uma foto, parece que você apoia todas as intolerâncias. Escutei todas as ameaças possíveis e imagináveis, contra mim e minha família. Não é fácil escutar tanto xingamento", confessou.

Ele relembrou um episódio em que foi agredido fisicamente, após falhar nas Olimpíadas de 2008. "Quando caí em Pequim, fui para uma balada e, similar do aconteceu agora, eu levei um tapa na cara de uma pessoa que eu nem conhecia. Dessa vez, eu tive que ser retirado de uma balada porque as pessoas estavam tentando me bater, simplesmente porque saiu uma foto comigo com o presidente."

"As pessoas avaliam sempre por um único momento. Parece que estão sempre esperando você errar", lamentou o ex-ginasta. "Eu jamais trataria as pessoas como estou sendo tratado", afirmou Hypolito. Ele revelou ter contratado um segurança para poder voltar a sair às ruas.

Ainda em entrevista ao Altas Horas, Diego Hypolito relembrou as vitórias e infortúnios ao longo da carreira. Ele aproveitou para divulgar seu livro Não Existe Vitória sem Sacrifício, lançado pela Editora Benvira.



Melhores do Ano NaTelinha 2019: Vote e eleja os destaques do ano na televisão!


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!