Preconceito

Fernanda Gentil cria polêmica: "Não torço pro meu filho ser gay"

Opinião da apresentadora sobre homofobia e racismo repercutiu nas redes sociais

Fernanda Gentil cria polêmica:
"Respeito quem acha um crime ter o beijo gay", disse Fernanda Gentil (Foto: Instagram/Reprodução)

Publicado em 27/10/2019 às 16:30:00

Por: Walter Felix

Fernanda Gentil causou controvérsias ao comentar temas polêmicos. Em entrevista à jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, a jornalista falou sobre os baixos índices de audiência do Se Joga e colocou o dedo em várias feridas. Em um dos trechos mais polêmicos da conversa, ela afirmou que não torce para que seu filho seja gay.

Fernanda é casada há quatro anos com a jornalista Priscila Montandon. Juntas, elas criam Gabriel, de 4 anos, filho do casamento de Fernanda com Matheus Braga, e Lucas, de 11, afilhado que está com ela desde a morte da mãe do menino.

"Não vou botar meu filho [vestido] de rosa só pra mostrar que eu sou ‘modernosa’ e que eu estou nessa bandeira. Não vou botar um filme gay pra ele ver. Ele vai vestir porque gosta. Vai amar alguém porque ama, porque tem uma essência parecida. Depois, por fora, ele vai ver qual é a dele, se é a mulher ou se é o homem", disse a apresentadora.

Ela também revelou que não torce para que o filho seja gay. Isso porque, segundo Fernanda, o Brasil não é um país seguro para homossexuais. "Vou amar de qualquer jeito, até se ele disser que gosta de cachorro. A minha luta é para que eu viva num país que me dê segurança de saber que eles estão seguros com qualquer escolha deles", afirmou.

Ainda potencializando as polêmicas, ela se recusou a dizer em quem votou nas últimas eleições. No ano passado, surgiu um rumor de que a jornalista apoiaria o então candidato Jair Bolsonaro após uma curtida em postagem contrária ao PT. Ela afirma, contudo, que segue na torcida por um único partido: o Brasil. "Tá pra nascer alguém que vai me impedir de botar uma camisa porque isso quer dizer A ou B", disse. "Torço para dar certo. Seria um tiro no pé torcer contra", prosseguiu ao falar sobre o atual governo.

Outro trecho da entrevista teve grande repercussão nas redes sociais. "Respeito quem acha um crime ter o beijo gay. Agora, não vai bater em quem beija, entendeu? [Respeito] quem infelizmente é racista. Agora, vai discriminar, bater, matar porque é de outra cor? Aí não", defendeu Fernanda.

Para internautas, Fernanda Gentil prestou desserviço

Por conta da entrevista, o nome de Fernanda Gentil figurou entre os assuntos mais comentados na internet neste domingo (27). Nas redes sociais, os internautas questionaram as opiniões controversas da apresentadora.

"O auge do dia foi a Fernanda Gentil dizendo que respeita quem é homofóbico e racista", debochou um usuário no Twitter. "Fernanda, esperava mais de você", se decepcionou outro.

Confira algumas publicações:

Apresentadora ainda torce pelo Se Joga

A apresentadora afirmou que recebeu com humildade as críticas negativas ao Se Joga, que ela comanda ao lado de Érico Brás e Fabiana Karla nas tarde da Globo. Ela afirma que está atenta para saber onde deve mexer para aprimorar o programa.

“Minha preocupação é alegrar quem me vê”, afirmou em relação aos baixos índices de audiência da atração. Ela se diz "otimista por natureza" e não descarta que o programa possa fazer sucesso, no futuro. "Sempre vejo o copo mais cheio. Vai dar tudo certo!", acredita.


publicidade

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!