Controvérsia

Após defender Bolsonaro, Regina Duarte critica Marcelo Crivella

Atriz é conhecida por apoiar o presidente

Após defender Bolsonaro, Regina Duarte critica Marcelo Crivella
Regina Duarte se posicionou contra Marcelo Crivella. Foto: Divulgação

Publicado em 08/09/2019 às 16:50:32

Por: Redação NT

Uma das grandes defensoras de Jair Bolsonaro na classe artística, a atriz Regina Duarte ganhou destaque neste fim de semana após portar crítica ao prefeito de Rio Janeiro, Marcelo Crivella, por conta da tentativa de censurar um livro da Bienal por conter uma imagem com beijo gay.

Em seu perfil no Instagram, onde tem sido muito ativa politicamente, Regina fez questão de postar a imagem com o beijo gay da HQ da Marvel que foi alvo da tentativa de censura por parte do prefeito ligado a Igreja Universal do Reino de Deus e à Record.

"Amor... né, Prefeito ? Agora... e os exemplos de violência, as vinganças, os derramamentos de sangue, assassinatos... isso continua podendo mostrar?", escreveu na legenda da imagem a protagonista de "Por Amor" que vem sendo reprisada na faixa do "Vale a Pena Ver de Novo", da Globo.

A postagem de Regina Duarte acabou chamando a atenção, principalmente porque ela tem se notabilizado nos últimos tempos por declarações polêmicas e quase sempre defendendo a classe conservadora. Como aconteceu quando ela chamou de crueldade a demissão de José Mayer, desligado da Globo após ser acusado de assédio sexual contra uma funcionária da emissora.

O texto da ex-namoradinha do Brasil foi um dos que mais repercutiram nos últimos tempos em suas redes sociais e contava com mais de 19 mil curtidas e quase 5 mil comentários.

Depois disso, Regina voltou ao Instagram para voltar a defender que não deveria existir censura. Ela postou um print de um comentário e afirmou concordar com ele. O teor da postagem era de que a HG era voltada para um público adulto e Regina deu sua opinião.

"Comentário que valorizo muito, feito em meu post anterior. E sendo esta HQ uma revista para adultos, acredito que a preocupação de filtrar o que é conveniente para a idade de seus filhos (conteúdo de sexo, de violência, de disseminação de valores ...) deve ser dos PAIS.  Quando o Estado Interfere na liberdade de expressão artistica, a coisa fica muito feia. É assim que começaram sempre os processos ditatoriais. De modo que como artista, por mais que eu ache os tempos da contemporaneidade MUITO mais “libertos” do que eu gostaria, não me resta alternativa, não me cabe alternativa democrática senão confiar na capacidade dos pais de cada criança, de cada jovem, o controle do que seu filhos menores comem e consomem", finalizou a artista.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!