Polêmico

Seguidora pede Pedro Cardoso presidente e ele dispara: "Jamais"

Humorista é opositor ao governo de Jair Bolsonaro

Seguidora pede Pedro Cardoso presidente e ele dispara:
Pedro Cardoso postou texto no Instagram - Foto: Reprodução/TV Brasil

Publicado em 12/08/2019 às 13:46:56 ,
atualizado em 12/08/2019 às 13:54:45

Por: Redação NT

Quem estiver insatisfeito com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e quiser Pedro Cardoso como opção para as próximas eleições presidenciais, saiba que o ator não tem o menor desejo de seguir carreira política. Ele se posicionou sobre o assunto no seu perfil pessoal do Instagram nesta segunda-feira (12).

Tudo começou quando o artista compartilhou a manchete de um texto de Gilberto Natalini, que afirma ter sido torturado por Brilhante Ustra. “Que a história nunca seja apagada! Que os bois tenham nome! Que a palavra da pessoa honrada seja o testemunho mais confiável da verdade!”, escreveu o ator na legenda da foto.

Uma seguidora, empolgada com o posicionamento de Pedro contra a Ditadura Militar, pediu para que ele lutasse para ser o futuro presidente do Brasil. “Jamais”, disparou o Cardoso.

Uns defenderam a ideia, dizendo que o artista seria um nome importante para levantar o Brasil. Porém, houve quem considerou a sugestão um absurdo e apoiou a decisão de Pedro em não se envolver no meio político. “Se o Pedro Cardoso for presidente – talvez só ao tentar – é um ‘suicídio’ certeiro”, postou um internauta.

O artista resolveu compartilhar o texto critico ao Brilhante Ustra após a declaração do presidente Jair Bolsonaro, que chamou o antigo general do exército de herói nacional. Ustra ficou marcado por ter torturado pessoas que defenderam o fim do Regime Militar, como a ex-presidente Dilma Rousseff, entretanto, o chefe do Poder Executivo Federal é admirador da figura de Brilhante.

Pedro Cardoso é um dos maiores críticos de Bolsonaro e chegou a falar que o lema “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos” é o novo discurso do fascismo.

"Aí eu li lá um pensador chamado [Karl] Popper que diz o seguinte: ‘A intolerância não pode ser tolerada, porque ela nega o próprio fundamento da convivência’. Então a intolerância, a pessoa que acha que o pensamento dela dá a ela o direito de se impor ao outro como agora: ‘Deus acima de tudo’, que é o lema do fascismo vigente no Brasil. Como Deus está acima de mim que não crê em Deus? Como alguém pode dizer pra mim que o Deus dele está acima de mim? Por que, quando alguém diz ‘Deus acima de tudo’, é o Deus da pessoa. Não é o Deus de qualquer um. Qual é o Deus que é posto acima de tudo? Todo mundo que fala em Deus está escondendo seu desejo de ter sua ascensão social e de ganhar dinheiro” declarou ao programa “Provocações”, da TV Cultura.

Confira a imagem abaixo:


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!