Amizade

Anitta passa senhas das suas redes sociais para Luísa Mell: "Pode falar o que quiser"

Funkeira e ativista defendem a aprovação da PL "Animal não é coisa"

Anitta passa senhas das suas redes sociais para Luísa Mell:
Anitta e Luísa Mell defendem PL em favor dos animais - Foto: Montagem

Publicado em 07/08/2019 às 17:10:08

Por: Redação NT

Anitta demonstrou mais uma vez que sua amizade com Luísa Mell é muito forte. Na manhã desta quarta-feira (07), a defensora dos animais pediu para que a funkeira divulgasse uma PL (Projeto de Lei) que diz que animal não é coisa, tornando-se seres sencientes. Como a cantora estava sem dormir após um show em Londres, ela passou a senha das suas redes sociais para a ativista alertar seus seguidores sobre a importância do documento que está em pauta no Senado Nacional.

“Gente, hoje mais cedo a Luísa Mell me mandou uma mensagem, só que eu estava completamente virada. Eu estava no aeroporto e ela pediu pra eu fazer um vídeo, mas não consegui porque estava no meio do aeroporto e havia muito barulho”, iniciou a cantora.

“Hoje, não sei se já perdi o horário, porque tive duas horinhas pra dormir. Mas está tendo uma PL muito importante: animal não é coisa. Até passei as senhas das minhas redes sociais para ela divulgar, só que ela não fez isso. Não sei por que, acho que está com vergonha. Fala [seguidores] pra ela postar sobre os animais aqui, sobre o meio ambiente. Ela está com as minhas senhas, ela pode falar sobre o que ela quiser”, contou a funkeira.

Anitta tem se tornado mais consciente em relação ao meio ambiente e defesa aos animais. Ela se tornou vegana e deu entrevistas aos veículos internacionais dizendo que se preocupa com o trabalho do Governo do presidente Jair Bolsonaro em relação à natureza.

Ela também se posicionou nas suas redes sociais, pedindo para que seus seguidores tenham consciência em não jogar lixo na rua e que não aceite possíveis ataques a Amazônia.

O projeto “Animal não é coisa”, proposto pelo deputado Federal Ricardo Izar (PSD-SP), estará no Senado. Caso seja aprovado, os animais deixarão de ser coisas, como diz o Artigo 82 do Código Civil, e passarão a ser seres sencientes, ou seja, capazes de ter sentimentos.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!