Lista NT

De filho rejeitado a indicado ao Emmy: 7 papéis que marcaram a carreira de Marcos Palmeira

“A Dona do Pedaço” marca a volta de Marcos Palmeira ao horário nobre como protagonista

De filho rejeitado a indicado ao Emmy: 7 papéis que marcaram a carreira de Marcos Palmeira
Montagem/NaTelinha

Taty Bruzzi
i

Taty Bruzzi

Jornalista com especialização em Jornalismo Cultural, Tatiana Bruzzi atua na área há 19 anos, com ampla experiência na produção, criação, edição e revisão de texto. Nos últimos anos tem focado nas editorias de Mulher, Famosos e Cinema.

Publicado em 20/05/2019 às 10:45:34 Atualizado em 20/05/2019 às 18:00:15

Substituindo "O Sétimo Guardião", estreia nesta segunda-feira (20) "A Dona do Pedaço”, novela de Walcyr Carrasco que tem Juliana Paes e Marcos Palmeira como casal de protagonistas. Na trama global, o ator de 55 anos dá vida ao personagem Amadeu.

Advogado, retorna à sua cidade natal e acaba se apaixonando por Maria da Paz, que pertence a uma família rival. No dia do seu casamento com a moça, ele leva um tiro e esse atentado acaba mudando radicalmente a vida deste casal.

De acordo com o ator, ainda é cedo para dizer se o seu personagem é um homem de bem. “Eu não sei se ele é um mocinho. O Walcyr (Carrasco) deixa isso bem claro, é uma obra totalmente aberta. Está tudo na mão do autor”, revela.    

De volta ao horário nobre - sua última novela foi “Velho Chico” (2016) -, Marcos se diz muito honrado com o convite da diretora Amora Mautner, sua ex-mulher, e do Walcyr, claro. “Vou tentar ser mais um a contar da melhor maneira possível essa história que é bem interessante. Um novelão mesmo!”, ressalta.   

Filho do diretor de cinema Zelito Viana, sobrinho do humorista Chico Anysio e primo do roteirista e também ator Bruno Mazzeo, Marcos Palmeira estreou na televisão em 1975 no caso especial “O Menino Atrasado”.

Em sua carreira, também participou do humorístico “Chico Anysio Show”, do programa “Você Decide” e da novela “Pantanal”, da extinta TV Manchete, entre outros trabalhos. Um dos papéis memoráveis foi como João Pedro, em “Renascer”.

Relembre os principais trabalhos na carreira de Marcos Palmeira:

Jornalista Apaixonado (“Vale Tudo”, 1988)

Neste grande sucesso de Gilberto Braga o ator interpretou o jornalista Mário Sérgio, personagem que entra na trama para disputar o coração da Solange (Lídia Brondi) com Afonso (Cássio Gabus Mendes). No início eles não se bicam porque o jornalista roubou a ideia de uma pauta da colega e mais tarde ainda se tornou chefe dela na revista “Tomorrow”. Porém, quando ele vai dividir o apartamento com Solange os dois dão uma trégua e a convivência acaba fazendo com que se tornem amigos. Posteriormente, o casal até inicia um romance que só termina porque Solange nunca esqueceu o amor que sentia por Afonso, com quem chega a ter uma filha.

Filho Rejeitado (“Renascer”, 1993)

Este talvez tenha sido o papel de maior repercussão na carreira do ator. Na novela escrita por Benedito Ruy Barbosa o ator interpretou o João Pedro, filho caçula do Coronel José Inácio (Leonardo Vieira /Antônio Fagundes) com Maria Santa (Patrícia França). Dos quatro filhos que o casal teve, João foi o único renegado pelo pai porque seu parto coincidiu com a morte da mãe. Curiosamente, o rapaz também foi o único que sempre esteve ao lado do rei do cacau. Em uma das sequências mais belas da trama, José Inocência pede perdão ao filho no leito de morte. Em seguida, o rapaz é quem o liberta para a morte depois que tira o que restou do facão do coronel enterrado em um pé de Jequitibá.

Garimpeiro sortudo (“Irmãos Coragem”, 1995)

No remake deste grande sucesso de Janete Clair, Marcos Palmeiras deu vida ao garimpeiro João Coragem. A vida do rapaz muda depois que ele encontra um grande diamante e se torna alvo da ira do coronel Pedro Barros (Cláudio Marzo), dono de quase todos os garimpos da região. A situação complica ainda mais quando João inicia um namoro com a tímida Lara (Letícia Sabatella), a filha do Coronel que tem tripla personalidade, se transformando, ainda, na sensual Diana ou na equilibrada Márcia.    

Advogado seduzido (“Torre de Babel”, 1998)

Escrita por Sílvio de Abreu, a trama conta a história do pedreiro Clementino (Tony Ramos), que trabalhava na construtora do engenheiro Cesar Toledo (Tarcísio Meira) quando flagrou a esposa o traindo com dois homens e acaba matando a pauladas ela e um dos rapazes. Condenado graças ao depoimento do dono da construtora, ele fica 19 preso planejando uma forma de se vingar do seu agora inimigo. Curiosamente, Clementino consegue a liberdade através da ajuda de Alexandre Toledo (Marcos Palmeira), advogado e filho do seu ex-chefe. O rapaz se apaixona por Sandrinha (Adriana Estevez), filha mais velha do pedreiro. Ambiciosa, a moça seduz o rapaz apenas para subir na vida. 

Filho de prostituta (“Porto dos Milagres”, 2001)

Na trama de Aguinaldo Silva, o ator interpretou Gumercindo Vieira, filho da prostituta Arlete Palmeirão (Letícia Sabatella) com o empresário Bartholomeu (Antônio Fagundes). Ainda bebê, ele é abandonado em um barco dentro de um cesto pela mãe para que não fosse morto. Guiado por Iemanjá, o menino é encontrado pelo pescador Frederico (Maurício Mattar) cuja mulher, Eulália (Cristiane Oliveira), acabou de passar por um parto difícil que culminou na morte do filho do casal. Acreditando ser um milagre, Frederico apresenta a criança como sendo deles e Eulália, antes de morrer, o batiza de Gumercindo. Criado pelo pescador, o menino segue a profissão daquele que conhece como pai. Já adulto, Guma como é conhecido por todos na aldeia se torna um rapaz honesto e preocupado com as minorias. Assim, o “filho de Yemanjá” se candidata à Prefeito e passa a disputar o cargo com o milionário Félix Guerrero (Antônio Fagundes) sem imaginar que o empresário é seu tio de sangue.     

Cineasta idealista (“Celebridade”, 2003)

Escrita por Gilberto Braga, a novela mostrava os bastidores de um complexo de comunicação criado pelo empresário Lineu Vasconcellos (Hugo Carvana). A trama discutia a questão da fama, abordando o que as pessoas são capazes para se tornarem famosas. Marcos Palmeira interpretava o cineasta Fernando Amorim, que começa a história como genro de Lineu, mas se apaixona pela produtora musical, Maria Clara Diniz (Malu Mader). Protagonista da novela, tornou-se famosa depois de ser eleita a “Musa de Verão”, canção que teria supostamente sido escrita pelo noivo da modelo assassinado por Ubaldo (Gracindo Júnior), verdadeiro compositor da música e padrasto de Laura Prudente da Costa (Cláudia Abreu). Anos depois, a moça consegue se tornar assistente da ex-modelo com a intenção de se vingar por tudo o que passou desde a prisão do padrasto.       

Indicação ao Emmy (“Mandrake”, 2005/2007)

Na série produzida pela HBO, o ator interpreta Mandrake, um advogado especializado em resolver casos que envolvem chantagem e extorsão. Seu trabalho consiste em lidar com pessoas tanto da alta quanto da baixa sociedade a fim de colher elementos que possam ajudar seus clientes. Indicada ao Emmy Internacional como Melhor Série Drama em 2006 e 2008, a produção durou duas temporadas. Em 2012, inspirou um telefilme com o título de “Madrake”. O trabalho rendeu a indicação de um Emmy Internacional como Melhor Ator.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!