Polêmica

Monica Iozzi sobre processo de Gilmar Mendes: "se mudar eu implodo e desenvolvo um câncer"

Juiz federal ganhou R$ 30 mil de Monica Iozzi por publicações nas redes sociais

Monica Iozzi sobre processo de Gilmar Mendes:
Foto: Globo/ João Cotta

Sandro Nascimento
i

Sandro Nascimento

O jornalista Sandro Nascimento assina colunas e reportagens exclusivas no NaTelinha. Também é correspondente da agência de notícias ZOOMINTV. Twitter: @SandroNascimm / E-mail: sandro@natelinha.com.br

Publicado em 03/05/2019 às 14:50:57 Atualizado em 03/05/2019 às 15:03:56

Mesmo tendo perdido, há dois anos, um processo de difamação movido pelo juiz do Supremo Tribunal Federal ( STF), Gilmar Mendes, a atriz e apresentadora Monica Iozzi diz que não mudou seu comportamento nas redes sociais.

"Não (filtragem nas postagens depois do processo). Se eu começar a ter esse tipo de filtro eu estaria concordando com a censura que ele tentou impor em minhas opiniões.  Eu continuo falando o que eu penso", contou, durante o lançamento da novela "A Dona do Pedaço", na noite da última quinta-feira (02), exibindo seu novo look platinado. O NaTelinha esteve presente.

"Talvez, um pouco mais de cuidado, digamos assim. Porque eu também não tenho dinheiro pra sair pagando esse pessoal não. Mas eu continuo falando e isso não mudar em mim. Se tem uma coisa que tenho certeza que  não vai muda é isso. Porque se mudar eu implodo e desenvolvo um câncer", completou a artista.

Em 2016, Monica Iozzi postou uma foto de Gilmar Mendes em seu perfil no Instagram com a seguinte legenda: "Gilmar Mendes concedeu habeas corpus para Roger Abdelmassih, depois de sua condenação a 278 anos de prisão por 58 estupros. Se um ministro do Supremo Tribunal Federal faz isso... Nem sei o que esperar".

O juiz não gostou e processou a atriz por difamação. Em maio de 2017, saiu a sentença dando vitória a Mendes e condenando a ex-apresentadora do "Vídeo Show" em 30 mil reais de indenização.

"Você pode não se colocar e é uma escolha sua. Eu não consigo. Se eu fosse professora, maquiadora, sendo um pessoa com milhões de seguidores ou 10, eu falaria as mesmas coisas. Eu realmente não me consigo me calar porque desde muito cedo eu tenho interesse muito grande pela vida em sociedade e política. Porque política é a nossa vida.  As pessoas falam que não se interessam, que é chato, tem que se interessar, talvez, elas se interessem mais estaríamos numa situação um pouco melhor", explicou.

Questionada sobre a possibilidade de se candidatar ao um cargo político, a artista descartou a possibilidade: "Eu acho que meu papel é como artista ou comunicadora e dá pra gente fazer bastante coisa"

A partir do dia 20 de maio, Monica Iozzi está de volta às novelas em "A Dona do Pedaço", trama escrita por Walcyr Carrasco que substitui "O Sétimo Guardião" na faixa das 21h.

No folhetim, Iozzi será Kim, assessora de Vivi Guedes (Paolla Oliveira) e que orienta pessoas a se destacarem na internet. Além disso, é apaixonada por Márcio (Anderson Di Rizzi), mas não tem reciprocidade no sentimento.

"Ainda estou aprendendo tudo que acontece no universo da moda e das instagramas. Estou encantada", disse.

Vídeo Show

Embora esteja no elenco de "A Dona do Pedaço", Môniza Iozzi contou que pretende voltar a  comandar um programa de TV em breve.

"Sim (voltar a ser apresentadora). Quando eu deixei de apresentar nunca foi um abandono . Sempre pensei em voltar. Quando eu for fazer um programa de novo, tem que ser o meu programa, pra falar de coisas que são caras pra mim e que eu acho que as pessoas também vão gostar de conversar a respeito. Mas é uma ideia sim, e acho que não vai demorar não", revelou.

E completou: "Era pra eu ter ficado, a princípio, três meses no 'Vídeo Show', fiquei um ano. Era um conteúdo que a gente improvisava muito mas vai chegando num determinado momento que você se sente um pouco sem repertório e eu estava com muita saudade de trabalhar como atriz".

Ao mesmo tempo que afirma não ter se arrependido em ter deixado a apresentação do "Vídeo Show" no início de  2016, ela destaca que programa foi um divisor de águas em sua carreira.

"Eu fiquei triste (sobre o fim da atração). Primeiro porque é uma coisa que a gente tá acostumado. Eu não me lembro na minha vida não ter existido o 'Vídeo Show' (risos). Mas ao mesmo tempo, eu acho que esses programas têm sua história. Não podemos dizer que deu errado, deu certo por mais de 30 anos. Todo mundo leva o 'Vídeo Show' no coração e acho que cumpriu seu papel", encerra.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!