Atriz

Angelina Jolie se sente culpada por divórcio afetar os filhos

Divulgação
Divulgação

Publicado em 13/09/2018 às 18:22:40

Por: Redação NT

Angelina Jolie está se sentindo culpa pelo trauma que os seis filhos estão tendo por causa da separação com Brad Pitt. Os atores ainda travam uma batalha grande na Justiça pelos processos de divórcio e custódia das crianças.

Segundo informações do site Hollywood Life, Angelina está buscando levar cada vez mais alegrias aos filhos, mas não porque estaria querendo jogá-los contra o pai. O motivo é tirar o trauma das crianças por causa do divórcio.

"Ela os ama. Desde o divórcio, ela tem se sentido culpada pelo trauma que as crianças têm de lidar, então ela dobrou os esforços para os fazer felizes. Então, sim! Tem tido muitas roupas novas, idas às lojas de brinquedos e aos parques", disse uma fonte do site.

"Isso não tem nada a ver com tentar deixá-los contra o Brad, é sobre tentar fazer a vida um pouco mais iluminada para eles durante essa fase difícil em suas vidas", declarou.

“Se as crianças querem ir ao shopping, elas vão ao shopping. Se elas querem passear, elas vão passear. Ela está mimando todas ao máximo, ela está disposta a fazer qualquer coisa para ficar com a guarda”, comentou a fonte.

Procurados pela imprensa Norte-Americana, os assessores de Jolie não quiseram comentar o assunto.

 

Mais tempo com Brad

Angelina Jolie foi obrigada a permitir que o ex-marido Brad Pitt faça mais visitas aos seis filhos que eles têm.

A atriz precisará deixar o ator ter ao menos "quatro horas em dias alternados (dias que têm atividade escolar) e doze horas (dia sim dia não quando não há atividade escolar)" junto com os filhos.

O casamento de Angelina Jolie e Brad Pitt chegou ao fim em 2016. O casal ficou juntos por 10 anos, mas a união oficial durou apenas um.

Desde então, os dois brigam na justiça pela divisão dos bens e a guarda dos seis filhos do casal.



publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!