Reportar erro
"Não me intimido"

No dia da Consciência Negra, Ludmilla faz post sobre racismo e lembra polêmica com Marcão

ludmilla-foto19112017_60c64f6d48aef2b9db45f9968b24b2e6342de9eb.jpeg
Reprodução
Redação NT

Publicado em 20/11/2017 às 15:50:52

Nesta segunda-feira (20), dia da Consciência Negra, a cantora Ludmilla fez um post em seu perfil no Instagram falando sobre racismo e relembrando polêmica no início do ano com Marcão do Povo.

Em janeiro, o apresentador chamou Ludmilla de "pobre macaca", gerando imensa repercussão que acabou em sua demissão da Record Brasília.

"Eu já fui chamada de 'macaca' por um apresentador de televisão. Já sofri preconceito no trânsito e até no avião. Vocês acham que eu me intimido com essas coisas? Eu não! O exemplo de mulheres como Beyonce, Rihanna, Alcione, Elza Soares e Taís Araújo sempre me deram força para seguir em frente de cabeça erguida. Espero estar fazendo a mesma coisa pelos meus danados! #DiaDaConsciênciaNegra #TeEnsineiCertin #TambémSouFã", escreveu a cantora na rede social.

No dia 9 de janeiro, no "Balanço Geral DF", Marcão criticou Ludmilla por ela, supostamente, ter se recusado a tirar fotos com os fãs. “É uma coisa que não dá para entender. Era pobre e macaca. Mas pobre mesmo”, bradou. A declaração gerou grande polêmica, a cantora denunciou o apresentador e ele acabou demitido pela emissora.

Marcão se defendeu na época afirmando que "pobre macaco" é uma expressão do Tocantins, onde foi deputado estadual, que quer dizer que a pessoa era "muito pobre". Não adiantou. Pouco depois, foi contratado por Silvio Santos e hoje trabalha no SBT.

Mais Notícias
Outros Famosos