Famosos

"Envelhecer é uma merda", diz Débora Bloch


deborahbloch.jpg
Débora Bloch foi Elisa em "Justiça"
A atriz Débora Bloch, que viveu recentemente Elisa na minissérie "Justiça", na qual teve sua filha assassinada a tiros pelo noivo num crime passional, conversou com a revista TPM para falar sobre envelhecimento e machismo.
 
À publicação, ela avalia: "Envelhecer é uma merda, porque a gente vive numa sociedade que cultua muito a juventude e não dá o devido valor à sabedoria e à experiência", dispara Bloch, aos 53 anos.
 
Mas pondera: "Tudo tem um lado bom: o tempo é um aliado do ator. Quanto mais vivência ele acumula, mais material ele tem para trabalhar".
 
Sobre a filha perdida na ficção (Marina Ruy Barbosa), comenta: "A perda de um filho é a maior tragédia que uma mulher pode viver. Tive que visitar lugares de muita dor e sofrimento. Parecia que eu tinha levado uma surra nas filmagens. Me preparei há dois anos para esse papel".
 
Com dois filhos, Júlia, de 23 anos, e Hugo, de 18, ela falou sobre o machismo.
 
"Quando eu tinha 18 anos, fiz par romântico com o Carlos Augusto Strazzer, que era da geração do meu pai, e ninguém falou nada. Agora, quando uma mulher mais velha namora um cara mais novo vira uma questão. Por que essa diferença?", indaga.
 
Débora namorou o ator Sérgio Marone, 18 anos mais jovem. O relaciomento entre eles chegou ao fim em novembro de 2011. 
 
Mais Notícias
Outros Famosos