Reportar erro
Colunas

A Copa do Mundo de 2014 sentirá sua falta, Luciano do Valle

Coluna "Papo de Bola" irá falar sobre o Mundial aqui no NaTelinha

2bca91b12a26f1e9e7157606b43075e1.jpg
Divulgação/Band
Redação NT

Publicado em 03/06/2014 às 15:40:00

Entre algumas grandes e muito sentidas ausências desta Copa do Mundo aqui no Brasil, sem dúvida a que mais dói é a de Luciano do Valle, cuja morte deixou um buraco que não tem como ser preenchido na mesma medida, embora evidentemente toda a equipe da TV Bandeirantes se empenhe ao máximo para fazer um trabalho que faça jus ao seu titular - ou "capitão", como vinha sendo chamado no ar pelos companheiros em referência ao avião Band/Azul que transportará os integrantes por todo o país neste Mundial.

Na televisão, Luciano transmitiu todas as Copas do Mundo de 1974 até 2010, com exceção justamente de uma: a de 2002, que não fez pois a Band não detinha os direitos de transmissão, exclusivos da Globo em TV aberta. No domingo da final Brasil x Alemanha, ele estava em Londrina contando uma corrida de Fórmula Renault, como lembrou recentemente Flávio Gomes, hoje do Fox Sports e comentarista daquela disputa. Um pecado que isso tenha acontecido justamente numa edição que foi vencida pela Seleção Brasileira. Quão marcantes e especiais não teriam sido o golaço do Edmílson na Costa Rica, a surpreendente falta do Ronaldinho diante da Inglaterra e os dois do Ronaldo sobre a Alemanha na voz do "Seu Bolacha"? Fica só na nossa imaginação mesmo.

A primeira Copa de Luciano na televisão foi a de 1974, na então Alemanha Ocidental, pela Globo. O titular ainda era Geraldo José de Almeida, voz da conquista no México no pool composto também por Tupi, Band e Record. O primeiro Mundial como locutor principal foi o de 1978, na Argentina. Sérgio Noronha foi o seu comentarista. Mas marcado ele ficou mesmo como "voz da Copa" em 1982, transmissão exclusiva da Globo com retransmissão da TV Cultura e das emissoras educativas. Inesquecível sua narração no segundo gol brasileiro diante da Itália, com "só mesmo Falcão!!!". Ele dividiu a cabine com Márcio Guedes.

A partir de 1986, no México, documentou os jogos do Brasil e os mais importantes através da Bandeirantes, com o timaço que conduzia o "Show do Esporte". Juarez Soares e Pelé comentaram com ele. Em 1990, na Itália, teve uma companhia múltipla: Juarez, Zico e Mário Sérgio, fora as participações especiais. A parceria com "China" se repetiu em 1994, nos Estados Unidos. Finalmente Luciano do Valle gritou "Brasil campeão do mundo!!!" naquele pênalti chutado pra fora pelo Baggio. A dose não pôde ser repetida na França, em 1998, quando transmitiu as partidas ao lado de Gérson e Rivelino. Após se ausentar em 2002, voltou na edição de 2006, na Alemanha, mas pelo BandSports pois a exclusividade em TV aberta foi da Globo. Dunga foi o comentarista principal.

A última Copa de Luciano foi a de 2010, na África do Sul, ao lado do Neto. Quem poderia imaginar que o gol do Iniesta, do título da Espanha, seria o último que narraria em Mundiais? Pensei nisso há poucos dias, quando o obrigatório "Gol, o Grande Momento do Futebol" repetiu esta narração por ocasião do aniversário do autor da histórica proeza de La Roja.

Saudades, Luciano.
 

Edu César é titular do site www.papodebola.com.br e está de volta ao NaTelinha para falar sobre a cobertura da Copa do Mundo pelas TVs.

Mais Notícias