Reportar erro
Caso de polícia

Expulso do "BBB17", Marcos vai à delegacia da mulher depor sobre agressão contra Emilly

Cirurgião é acusado de lesão corporal na jovem

marcos-exbbb-policia-12042017_cdfb051649d0212263b96b3ba6fd5ca39986e18e.jpeg
Reprodução/Twitter
Fabrício Falcheti

Publicado em 12/04/2017 às 12:32:36

O cirurgião plástico Marcos Härter, expulso do "BBB17" na última segunda-feira (10), esteve na manhã desta quarta (12) na Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), em Jacarepaguá, no Rio, pra prestar depoimento sobre a acusação de agressão física contra Emilly Araújo, sua namorada no confinamento e que está na final do reality.

O ex-BBB chegou ao local acompanhado de três seguranças e de sua irmã, Caroline Härter.

Segundo informações do jornal Extra, Marcos estava sendo aguardado pela delegada Viviane da Costa às 11h30, porém chegou 30 minutos antes. Ele preferiu não falar com quem o abordou no caminho.

Diretora da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher, Marcia Noeli Barreto, afirmou durante anúncio da abertura do inquérito que o caso não poderia ficar sem apuração: "A tortura psicológica que ele pratica é considerada violência doméstica, se enquadra na Lei Maria da Penha. É assim que tudo se inicia. Ele não a ameaçou de morte, por exemplo, mas houve constrangimento tão forte, que ela ficou acuada. Somente ela pode registrar o caso num situação como essa. Mas, se houver agressão física, qualquer pessoa pode intervir com o registro em qualquer delegacia. Muitas mulheres não registram porque não têm consciência de que são vítimas desse tipo de violência. Uma relação como essa não tem amor. Não pode ser amor. Encostar na parede, constranger e depois dizer que ama é o início de uma situação mais grave ainda. Se não interromper, pode ter certeza que fica cada vez pior".

Nesta terça (11), Marcos publicou uma nota em suas redes sociais dizendo que jamais teve a intenção de machucar Emilly e justificando seu comportamento devido ao estresse do confinamento. Ele ainda pediu desculpas à gêmea, sua família e todo o Brasil.

TAGS:
Mais Notícias