Reportar
erro
Encurralada

"BBB17": Briga entre Marcos e Emilly vai parar na polícia


bbb17-emilly-marcos-briga-encurralada_d9f320e61044d8408861b716da5f408bbba68e07.jpeg
Reprodução
Por Fabrício Falcheti

Publicado em 10/04/2017 às 16:49:58

A intensa briga que Marcos e Emilly tiveram na madrugada e manhã de domingo (9) no "BBB17" foi parar na polícia.

A diretora da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher do Rio (Deam), Marcia Noeli Barreto, ordenou registro de ocorrência após analisar as imagens da discussão, principalmento quando a gêmea disse que o médico a machucou.

"A delegada da Delegacia da Atendimento à Mulher de Jacarepaguá, Viviane da Costa Ferreira Pinto, vai acompanhar o caso e solicitar à emissora as imagens de toda confusão para que a gente possa ver se houve lesão corporal. Pelo menos é o que ela (Emilly) diz. Esse caso não pode ficar sem ser apurado. A tortura psicológica que ele pratica é considerada violência doméstica, se enquadra na Lei Maria da Penha. É assim que tudo se inicia. Ele não a ameaçou de morte, por exemplo, mas houve constrangimento tão forte, que ela ficou acuada", explicou a diretora ao jornal Extra.

Na madrugada do último domingo, Marcos e Emilly deixaram a festa do "BBB17" para discutir forte. Em um dos momentos, o cirurgião plástico, de 37 anos, encurralou a jovem de 20 anos em um canto na parede e, com dedo em riste, gritou: "Presta atenção. Você só está comigo porque quero que você ganhe?”. Emilly disse que não, e ouviu: “Você tem que ficar comigo independente de quem eu ache que tem que ganhar. Presta atenção”.

Em outro momento, no jardim, Marcos agarrou a gêmea com força, que caiu no chão.

A briga assustou a direção do reality show, que na noite de ontem se pronunciou através de Tiago Leifert. "Foi uma noite muito difícil para nós aqui e acredito que para vocês que acompanham pelo pay-per-view e pela internet também. Foi uma madrugada pior. Foi uma manhã muito tensa. As primeiras horas da manhã foram complicadas pra nós... O BBB é um jogo, é um programa de entretenimento que espelha a vida real. O que nós vimos hoje acontece no mundo real, porém sem as câmeras. Uma discussão como a que aconteceu hoje pode levar a uma agressão física. E isso não é admissível nem no programa nem na vida real... O 'Big Brother' tá preparado para interferir e proteger os participantes. A gente falou com a Emilly e reforçou o que é óbvio: ela pode e deve procurar a produção do programa a qualquer momento”, disse o apresentador.

Telespectadores pediam a expulsão de Marcos, o que não aconteceu. Com isso, internautas subiram no Twitter a hashtag "#GloboApoiaViolencia".

TAGS:
Mais Notícias