Esporte

Sem futebol, Band volta a investir no esporte e transmite finais da NBA

Emissora fará a cobertura dos jogos finais do torneio

Sem futebol, Band volta a investir no esporte e transmite finais da NBA
Um dos jogadores do Warriors, Stephen Curry, pode estar na final da NBA, na Band

Daniel César
i

Daniel César

Daniel César é jornalista formado, pós-graduado em linguística e em roteiro de televisão, com mestrado em Literatura. Trabalha com o universo da televisão desde 2010 e já fez cursos de dramaturgia com nomes como Carlos Lombardi e Thelma Guedes.

Publicado em 20/05/2019 às 12:11:42 Atualizado em 20/05/2019 às 17:24:27

A Band vai transmitir as finais da NBA, maior liga de basquete do mundo. A emissora garantiu os direitos da competição para ocupar espaço em sua grade, carente de eventos esportivos após o canal deixar de exibir jogos de futebol.

A emissora confirmou em suas redes sociais e durante a exibição de uma partida do NBB (Novo Basquete Brasil) no último domingo (19), que terá exclusividade das finais do basquete profissional americano em 2019 na TV aberta. Já no final da tarde desta segunda-feira (20), conforme prometido ao NaTelinha, divulgou comunicado sobre a novidade.

“Estamos muito felizes em trazer para o público da TV aberta este espetáculo mundial. O esporte sempre foi um pilar da Band, e a exibição das finais da NBA reforça este compromisso”, disse José Emílio Ambrósio, diretor de Esportes e Operações de TV.

"A Band foi a emissora que abriu as portas para que os brasileiros pudessem conhecer e se apaixonar pela NBA. Toda uma geração de fãs, aqueles com mais de 25, 30 anos, surgiu assistindo aos jogos na TV aberta. Estamos muito felizes com essa oportunidade”, afirmou Rodrigo Vicentini, Head da NBA no Brasil.

Conhecida como "o canal do esporte", a Band contava com dezenas de transmissões esportivas entre os anos 90 e início de 2000. Fazendo dobradinha com a Globo nas exibições do futebol brasileiro, o canal também já foi um dos responsáveis por popularizar o baquete no país.

É que entre as décadas de 80 e 90, ela foi a única a exibir a NBA na TV aberta. Os títulos icônicos do Chicago Bulls ficaram marcados para toda uma geração que passou a acompanhar o esporte justamente graças às transmissões da Band.

"Eu adorava assistir a NBA quando era adolescente. Lembro de jogos homéricos do Bulls com o Jordan acabando com o jogo", comentou Rogério Bittencourt, 36, à reportagem do NaTelinha, referindo-se a Michael Jordan, considerado ainda hoje o maior ídolo da história do basquete americano.

Em meados dos anos 90, o basquete chegou a dividir as atenções dos telespectadores da Band no quesito repercussão com o futebol. Até porque, a Globo também detinha os direitos das partidas do futebol brasileiro e, com isso, ganhava repercussão. Com a exclusividade da NBA, a emissora do Morumbi conseguia atrair todos os olhares para o esporte e para si.

Agora, as finais da NBA começam no próximo dia 30 de maio. Na Band, a narração será de Ivan Bruno com comentários de Eduardo Barão e Álvaro José - que participou das primeiras transmissões com Luciano do Valle.

Os jogos também terão transmissão da ESPN e SporTV  pela TV por assinatura. Os canais têm tido audiência satisfatória durante os playoffs da competição, a ponto de garantir aumento de quase 40% nos índices do mês de abril.


publicidade

TAGS:

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!