Exclusivo

Merchan negativo em novela das 21h gera atrito entre Globo e anunciantes

Cena polêmica foi ao ar no capítulo da última quinta-feira (09) de "O Sétimo Guardião"

Merchan negativo em novela das 21h gera atrito entre Globo e anunciantes
Reprodução/Globo

Sandro Nascimento
i

Sandro Nascimento

O jornalista Sandro Nascimento assina colunas e reportagens exclusivas no NaTelinha. Também é correspondente da agência de notícias ZOOMINTV. Twitter: @SandroNascimm / E-mail: sandro@natelinha.com.br

Publicado em 13/05/2019 às 16:10:27 Atualizado em 13/05/2019 às 18:28:29

A cena exibida em "O Sétimo Guardião" na última quinta-feira (09), onde os personagens Marilda (Letícia Spiller), Geandro (Caio Blat), Eurico (Dan Stulbach) e Lourdes Maria (Bruna Linzmeyer) fizeram duras críticas a qualidade de produtos congelados, gerou atrito entre a Globo e anunciantes do setor.

O merchan negativo aconteceu entre os minutos 39:17 e 41:00 do capítulo 154. Na mesa de jantar, Marilda pergunta à família se estão gostando do que estão comendo. "Podia pelo menos variar um pouco o cardápio, né? Porque lasanha todo dia..", responde Geandro, fazendo sinal negativo.

"Posso ver se tem um outro tipo de congelado. Pizza, escondidinho, canelone...", a mãe tenta contornar. Lourdes Maria entra na conversa e inicia suas críticas a comida congelada: "Agora olha só, quem vai ter que se esconder aí se a gente continuar comendo só coisa congelada nessa casa sou eu. Entendeu?".

Marilda diz a nora que a opção por consumir este tipo de alimento acontece pelo fato de ser prático, e completa: "Lugar de primeira-dama não é na cozinha".

Eurico se irrita com a comida e a conversa entre os membros da família, e desabafa, aumentando ainda mais as duras críticas às marcas de congelados na novela das 21h: "Quando eu me cansar dessa sola de sapato, que parece uma lasanha, sabe o que vai me restar? O jejum".

Em seguida, o prefeito de Serro Azul bate com a mão na mesa e abandona o jantar, demonstrando insatisfação e deixa o clima pesado no ambiente.

Uma executivo de uma grande empresa do setor de alimentos congelados, anunciante da Globo, procurou a reportagem do NaTelinha mostrando-se indignado com a cena exibida em "O Sétimo Guardião".

"Me causou surpresa. O diálogo critica um tipo de produto que costuma ter muita verba aplicada na emissora.  Atacou e isso foi considerado um anti merchan. Até acredito que de forma involuntária. Mas ninguém dentro da Globo teve esse cuidado? Isso mostra que a parte criativa da Globo está desconectada com o comercial. Falta integração. Num momento de crise que atravessa o setor de mídia, onde existem poucos anunciantes ativos, a Globo exibe um diálogo que faz parecer querer afastar marcas que anunciam e vendem esse tipo de linha  de produtos", analisou o profissional, que pediu anonimato.

Ele ainda adiantou que estará solicitando a emissora nesta segunda-feira (13) algum tipo de bonificação a sua marca pelo merchan negativo veiculado durante a trama.

Cena pode ter impactado 101 milhões de pessoas

A novela das 21h é o produto mais assistido da televisão brasileira e o mais caro para anunciantes. De acordo com o plano comercial de "O Sétimo Guardião", disponibilizado na internet, 55% dos telespectadores estão sintonizados na Globo durante a exibição da terceira novela da programação.

Neste universo, na chamada audiência atitudinal, as duras críticas às marcas de congelados podem ter atingido cerca de 101 milhões de pessoas que gostam de experimentar novos produtos alimentícios. "Audiência atitudinal" são análises que contemplam vários targets comportamentais de hábitos de consumo.

"A novela funciona como um verdadeiro filtro para brasileiros. É como uma espécie de curadoria estética para o público. As novelas da Globo apresentam novos estilos, roupas, músicas, decoração, as cores do esmalte, e tudo isso é percebido pelas pessoas que diariamente procuram a Central de Atendimento ( CAT) em busca de referências. A influência também pode acontecer com hábitos, pensamentos, vocabulário, música. Isso tudo tem muito a ver com a força da teledramaturgia da Globo",  diz o plano comercial da novela escrita por Aguinaldo Silva.

Outro lado

Procurada pelo NaTelinha, as marcas Sadia e Perdigão (BRF), a Seara (JBS) e Aurora Alimentos responderam que não irão se posicionar sobre a reportagem.

Já a Globo emitiu a seguinte nota: "Desconhecemos qualquer desconforto por parte dos anunciantes e a cena em questão está dentro da dramaturgia dos personagens.

Leia a polêmica cena completa:

Marilda (Letícia Spiller) - Gostaram do jantar?

Geandro (Caio Blat) - É, mãe! Podia pelo menos variar um pouco o cardápio, né? Porque lasanha todo dia... (fazendo sinal negativo)

Marilda (Letícia Spiller) - Posso ver se tem um outro tipo de congelado. Pizza, escondidinho, canelone...

Lourdes Maria (Bruna Linzmeyer) - Agora olha só, quem vai ter que se esconder ai se a gente continuar comendo só coisa congelada nessa casa sou eu. Entendeu?

Marilda (Letícia Spiller) - Porque é prático, viu meu bem?  É só colocar no forno. E lugar de primeira dama não é na cozinha.

Lourdes Maria (Bruna Linzmeyer) - Tá certo. Desculpa aí.

Geandro (Caio Blat) - Acontece que podia comer um pouquinho melhor. E pra isso, alguém precisa pilotar o fogão.

Marilda (Letícia Spiller) - Você quer que eu vá pra cozinha e fique com  os dedos todo "carcumido"? Que eu quebre minha unhas?

Eurico (Dan Stulbach) - As unhas não são suas. São postiças.

Marilda (Letícia Spiller) - São não. São minhas porque eu paguei por elas.

Eurico (Dan Stulbach) - Quando eu me cansar dessa sola de sapato, que parece uma lasanha, sabe o que vai me restar? O jejum.

Eurico bate com a mão na mesa e abandona o jantar demonstrando insatisfação com os congelados.  O clima fica pesado no ambiente.

Marilda (Letícia Spiller) - O dia foi um pouco cheio. É melhor eu ficar um pouco lá com ele. Vocês levem os pratos e lavem tudo, faz favor.

Geandro (Caio Blat) - Era só o que faltava agora.

Lourdes Maria (Bruna Linzmeyer) - Olha aí, boy. Se o preço que eu tenho que pagar pra ficar contigo é ficar comendo comida congelada e aturando teu pai todo dia, eu vou pedir pra separar logo.

Geandro (Caio Blat) - A gente nem casou e você já está arrumando motivo pra se livrar de mim. É isso?

Lourdes Maria (Bruna Linzmeyer) - Alguém tem que dá um jeito nisso. Não pode ficar assim.

Geandro (Caio Blat) - Bem que você podia ajudar, né?

Lourdes Maria (Bruna Linzmeyer) - Eu vou cozinhar. Ao menos pra mim eu vou cozinhar. Porque eu não vou ficar comendo esse negócio aqui não.  

Geandro (Caio Blat) - Tá falando sério? Seria maravilhoso. Você iria ganhar um milhão de pontos. Inclusive, você tem a autorização até pra chamar minha mãe de sogrona.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!