Abuso sexual

"Conversa com Bial" mostra denúncias ao médium João de Deus e assunto repercute

O espiritualista foi acusado de cometer abusos sexuais


João de Deus
João de Deus, médium acusado de abusar sexualmente de mulheres - Foto: Reprodução

Nessa sexta-feira (7), o "Conversa Com Bial" mostrou entrevistas de mulheres que denunciaram João de Deus.

Durante o programa, os depoimentos abordados contra o médum relatam abusos sexuais. Brasileiras e uma holandesa contaram as histórias ao apresentador. Os atendimentos acontecem em Abadiânia, no interior de Goiás.

Os atendimentos acontecem desde 1976. A Casa Dom Inácio de Loyola chega a receber cerca de 10 mil pessoas por mês.

Uma das entrevistadas foi Zahira Leeneke Maus, que aceitou se identificar durante a conversa. No depoimento, a holandesa desabafou: "Eu sei que tenho sido criticada: 'Por que você está vindo com a sua história, se ele está curando milhares de pessoas?' E essa é uma das razões do porquê eu não disse nada. Porque se fosse só eu, eu que engula, porque ele está curando milhares de pessoas, certo? Mas agora eu sei, ele está abusando de centenas de mulheres e meninas".

Essa mesma afirmação foi postada em sua rede social. A partir dali, outras denúncias surgiram.

A assessoria de João de Deus nega as acusações: "Há 44 anos, João de Deus atende milhares de pessoas em Abadiânia, praticando o bem por meio de tratamentos espirituais. Apesar de não ter sido informado dos detalhes da reportagem, ele rechaça veementemente qualquer prática imprópria em seus atendimentos".

No twitter, usuários da rede comentaram sobre as denúncias e o assunto foi para os Trending Topics. Até mesmo Aguinaldo Silva, autor de "O Sétimo Guardião" comentou sobre. Veja algumas postagens:

 

Mais Notícias