Reportar erro
Reality da MTV

Terceira temporada de "Catfish Brasil" chega ao fim nesta quarta e apresentadores falam em evolução

Ricardo Gadelha e Ciro Sales
Divulgação
Eduardo Rangel

Publicado em 10/10/2018 às 13:11:56

Nesta quarta-feira (10), a MTV exibe o décimo e último episódio da terceira temporada do "Catfish Brasil", versão brasileira do aclamado reality americano "Catfish".

A história de hoje será do casal Rodrigo e Natália, que namora há 10 anos pela internet, mas a moça nunca quis se encontrar pessoalmente com o amado.

Esta terceira temporada foi a mais elogiada pelo fãs do reality nas redes sociais, também tendo grande aceitação de audiência.

Em conversa com o NaTelinha, os apresentadores Ciro Sales e Ricardo Gadelha fizeram um balanço sobre a atração.

Confira:

A terceira temporada de "Catfish Brasil" está chegando ao fim e vocês evoluíram na resolução dos casos, deixando os episódios mais dinâmicos. Como você veem essa edição?

Ricardo Gadelha – Na primeira temporada estávamos tomando contato com as ferramentas possíveis de busca, tomando contato também com as estratégias de raciocínio investigativo. Eu acho que esse faro, tanto eu quanto o Ciro, já tínhamos pois o trabalho do ator envolve isso, porque fazemos uma investigação sobre personagens. Então o fato de nós dois sermos atores, influenciou muito na maneira como investigamos, como observamos, como acolhemos os participantes do programa. Eu vejo isso sendo impresso nessa temporada, transparece. É muito citado pelos telespectadores nos comentários da internet.

Ciro Sales – Vejo essa temporada com muita gratidão, nós também percebemos essa evolução. Para nós não tem muita diferença da segunda para a terceira temporada, pois gravamos os episódios todos na sequência. Agora que não estamos gravando uma quarta, mas quando você está ali no processo, você sente essa evolução com menos intensidade. Mas eu acho que o que acontece é que na medida que vai acontecendo mais casos, mais episódios, o programa vai se consolidando como esse lugar que você vai encontrando exemplos de histórias reais de pessoas que ainda hoje sofrem com essa imensa necessidade de ter afeto, que às vezes os deixam cegas para coisas que estão óbvias.

Desta temporada, qual foi o caso mais intrigante e o mais gratificante para vocês?

Ciro Sales – É muito difícil responder isso, como tem uma premissa na escolha dos casos para que eles sejam de natureza diferentes, que envolvam participantes de todas as regiões do país. É muito difícil você separar, já que cada um tem a sua especificidade. Pra mim vai ser o caso que será exibido hoje, que é o último, por ter uma pessoa mais velha pedindo ajuda, é muito intrigante e faz pensar "nossa, não é uma exclusividade de pessoas jovens que estão vivendo os seus primeiros amores, que são inexperientes e por isso tenham se exposto mais". Não, está espalhado em todo os lugares. Todo mundo tem essa necessidade de ter alguém por perto.

Ricardo Gadelha – Para mim é tipo ter que escolher qual filho eu gosto mais. Intrigante, tem tantos, eu não vou conseguir escolher um só, vou escolher alguns. O caso da Joyce e do William, onde no final das contas a própria Joyce utilizava um perfil falso para preencher o vazio que o sumiço que o “catfish” provocou nela. Isso é de uma crueldade consigo mesmo, e ao mesmo tempo é de uma capacidade criativa de reinvenção que neste momento eu elegeria como o mais intrigante. O mais gratificante pra mim é participar desse projeto, porque todo episódio de “Catfish” pra mim tem algo essencial pra mim, no meu trabalho e para a evolução do ser humano. Eu tenho muita gratidão de estar num projeto em podemos falar sobre a transformação humana em cada episódio.

Hoje vai ao ar o último capítulo da terceira temporada. O que os fãs podem esperar?

Ciro Sales – Os fãs podem esperar um episódio muito especial, ele é muito forte, talvez por isso ele tenha ficado como o último da temporada.

Ricardo Gadelha – Esse episódio de fechamento é um episódio muito lindo, dando um pouquinho de spoiler, é uma história com personagens mais velhos em uma relação que dura muitos anos. Não é atoa que foi escolhido como o episódio para fechar a temporada com chave de ouro. Uma linda história de amor e superação é o que os fãs podem esperar.

Terceira temporada de \"Catfish Brasil\" chega ao fim nesta quarta e apresentadores falam em evolução

Com o sucesso de todas essas temporadas, vocês recebem muitos pedidos nas ruas de ajuda de pessoas que também sofrem com ‘catfish’?

Ciro Sales – Sim, muitos! Todo mundo que nos encontra quer contar sobre um caso, nas redes sociais também recebemos muito demanda. Às vezes vamos tentando aos poucos dar conselhos, mas para realmente virar uma investigação tem que ser através do programa.

Ricardo Gadelha – Olha, como o meu cabelo está gigante, poucas pessoas tem me reconhecido na ruas (risos). Mas eu recebo muita mensagem pelo Instagram e Facebook, muitas mensagens, todos os dia. É impressionante o grau de viralização desse método de paquera de ter um perfil fake. Todo mundo tem um caso desse, e as pessoas não tem pudor nenhum em pedir ajuda.

Quais são as expectativas para uma possível quarta temporada?

Ciro Sales – As melhores possíveis. Se fosse por mim e pelo Ricardo já estaríamos gravando. Estamos apenas aguardando o sinal verde da MTV.

Ricardo Gadelha – As expectativa são as melhores. Estamos ansiosos para saber e terá uma nova temporada, se tiver, a expectativa é de sangue, suor e lágrimas. Transformação humana. O “Catfish” é um portal, a quarta temporada uma vez confirmada vai ser mais uma etapa deste portal, um convite para se transformar e saindo da sua zona de conforto e de suas ‘gaiolas’ que foram criadas por elas mesmas.

Mais Notícias