Maratona

Band encerra mágoas do passado e libera artistas para o "Teleton 2018"

Emissora do Morumbi não participava da maratona desde 2013





Logo do Teleton
Divulgação

Publicado em 10/10/2018 às 17:47:32 ,
atualizado em 10/10/2018 às 18:41:47

Por: Sandro Nascimento

Após um hiato de quatro anos, a Band comunicou ao SBT que vai liberar seus artistas para participarem do "Teleton 2018". Foi a primeira emissora que se mostrou disponível para colaborar com a atração neste ano.

Agora, o canal do Morumbi aguarda o retorno da equipe do evento sobre quais serão as estrelas do seu casting que receberão o convite para estarem no palco da maratona, que acontecerá entre os dias 09 e 10 de novembro.

A atitude da Band foi elogiada e comemorada entre os profissionais do "Teleton", que é promovido pelo SBT em prol da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente).

No passado, chegou a existir um atrito entre as duas emissoras. A última vez que os artistas da Band participaram do programa foi em 2013.

No final daquele ano, Danilo Gentili, que apresentava o "Agora é Tarde", rompeu seu contrato com o canal e assinou com o SBT.

Nos bastidores, essa situação teria desagradado o argentino Diego Guebel, que exercia a função de diretor artístico da emissora.

Porém, com a saída do executivo da Band, ocorrida no início deste ano, as rusgas entre as duas partes ficaram no passado.

Em consequência deste novo cenário, o vice-presidente do canal do Morumbi, André Aguera, indicou ao SBT que Band colaboraria no que fosse necessário com a 21ª edição do "Teleton".

Procurada pelo NaTelinha, a assessoria do SBT confirmou a informação.

O "Teleton" acontece no Brasil desde 1998, quando Hebe Camargo levou a ideia para Silvio Santos, que aprovou o projeto. Desde então, anualmente, o SBT abre mão de mais de 24 horas de sua programação para uma maratona de atrações para arrecadar fundos para a AACD. Neste ano, a meta é conseguir R$ 30 milhões.

Após a morte de Hebe, a madrinha do evento é Eliana, que forma par com Daniel como padrinho. Celso Portiolli é o padrinho da campanha digital e, neste ano, Maísa Silva assume como madrinha digital.



publicidade

TAGS:

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!