Atriz

Após "Onde Nascem os Fortes", Alice Wegmann diz: "Agora só quero personagens com propósito"

Atriz foi muito elogiada por Maria na supersérie da Globo

Após
Divulgação/TV Globo

Publicado em 31/08/2018 às 20:16:02

Por: Redação NT

Após viver Maria na supersérie "Onde Nascem os Fortes", Alice Wegmann diz que não aceitará mais qualquer personagem e buscará apenas papeis com propósito.

Em entrevista à revista Marie Claire, a atriz relembrou "Onde Nascem os Fortes, exibida entre abril e julho deste ano. "Esse papel chegou em minhas mãos pelo meu posicionamento, joguei pro universo e o universo me devolveu. Esses personagens são tão necessários. Pra mim, pessoalmente, foi muito importante. Agora eu só quero fazer personagens com propósito, que mudem alguma coisa nas pessoas, já não faz mais sentido fazer coisas rasas, quero algo que mude as pessoas para melhor", disse ela, que iniciou sua carreira em 2010, na novelinha "Malhação".

Sobre Maria, Wegmann destacou sua força feminina: "Vivi uma personagem feminina muito marcante, muito forte, que a gente não está acostumado a ver. Esses são normalmente papeis que Cauãs e Lombardis fazem. Só agora vemos uma mulher na TV peitando uma justiça corrupta, com juízes corruptos, polícia corrupta, e apesar de ser uma menina de 24 anos, teve a força necessária para enfrentar essa situação. Ela se viu no meio de um furacão, perdeu o irmão e foi atrás da verdade e conseguiu enfrentar tanta coisa. Acho que este tipo de personagem ajuda a tirar um pouco do preconceito que está muito enraizado em nossa cultura de que a mulher não pode fazer nada. A Maria chegou para mostrar isso, ela veio para mostrar que a mulher pode, sim!".

Ainda na entrevista, Alice relembrou a pesada cena do estupro de Maria na supersérie: "A cena do estupro foi o dia mais emocionante da minha vida! Era meu aniversário de 22 anos. Essa série tinha que acontecer na minha vida, acho que não foi coincidência, foi destino mesmo, era para eu estar ali. Eu chorei muito, cai dentro de uma duna e não conseguia mais sair, tive que ser resgatada. Foi um momento muito emocionante para todo mundo, era nossa terceira semana de gravações e ali vimos que estávamos fazendo a coisa certa".

"Estávamos tendo reuniões do projeto 'Mexeu Com Uma Mexeu Com Todas', da Globo, tendo aulas com a Djamilla Ribeiro, e a gravação foi bem no meio desse processo. A cena começou quando ele puxa o meu cabelo e eu pensei em vários nomes de mulheres, eles vieram em minha cabeça, mulheres que me inspiram, que eu sigo, que eu quero conhecer, familiares, aquilo não saía da minha cabeça e era um esforço físico tão grande... Eu consegui por causa disso, pensando em mulheres que me deram força para repetir essa cena tantas vezes. Duas semanas depois eu fui internada, estava com dengue, foi um processo exaustivo em todos os sentidos, física e emocionalmente também. Ficamos cinco meses gravando no sertão", completou.

O próximo trabalho de Alice Wegmann na TV deverá ser "Troia", novela das 21h de autoria de Manuela Dias que estreia em 2019, na sequência de "O Sétimo Guardião".


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!