Lista NT

SBT 37 anos: Confira 10 momentos em que a emissora foi ousada e acertou

SBT completa 37 anos neste domingo (19)

Divulgação

Publicado em 19/08/2018 às 08:30:02 ,
atualizado em 20/08/2018 às 16:44:46

Por: Taty Bruzzi

Neste domingo (19), o SBT completa 37 anos. Sua primeira transmissão foi com a assinatura de concessão, dada pelo então presidente João Figueiredo, diretamente de Brasília, onde Silvio Santos fez um discurso de abertura direto do Salão Nobre do Ministério das Comunicações.

Na época, a emissora era obrigada a ter 12 horas de programação e cumpriu seu papel colocando na grade filmes, desenhos, jornalismo e o “Programa Silvio Santos”. Foi assim que o Sistema Brasileiro de Televisão se tornou a vice-líder de audiência, estando apenas atrás da Globo, tendo uma disputa mais acirrada com a Record TV a partir de 2004.

Nesses anos de sua história, o SBT sempre buscou manter a tradição dos programas de auditório, modelo herdado da extinta TV Tupi. Desta forma, Silvio Santos não só ganhou a empatia do telespectador como, também, garantiu à emissora o poder em cima da massa.

Além do auditório, entre as referências do canal temos atrações infantis com exibição de desenhos animados, folhetins importados e textos adaptados, além do jornalismo policial com transmissões de perseguições ao vivo, dentre outros.

Em homenagem aos 37 anos de sua existência, destacamos 10 iniciativas que fizeram do SBT a emissora mais popular da TV brasileira e confirmaram Silvio Santos como um grande visionário da comunicação. Confira:

Beijo lésbico

O que antes era praticamente impensado, hoje é comum uma telenovela abordar relacionamentos homossexuais com direito a cenas íntimas entre um casal gay ou lésbico. Porém, o primeiro beijo entre duas mulheres a ser exibido na TV foi em uma cena protagonizada pelas atrizes Luciana Vendramini e Gisele Tigre na novela do SBT “Amor e Revolução”, em 2011.

Reality

No ano 2000, Silvio Santos teve o “Big Brother” nas mãos, mas preferiu utilizar as informações obtidas nos manuais da holandesa Endemol para criar a sua versão tupiniquim: a “Casa dos Artistas”, primeiro reality de confinamento da TV brasileira e que virou mania nacional entre outubro e dezembro de 2001. Tamanho sucesso fez a Globo apressar a preparação do “Big Brother” para estreá-lo no verão de 2002. A atração global tem temporadas anuais até hoje, enquanto a "Casa dos Artistas" contou com três temporadas e outros derivados, já sem o mesmo apelo.

Teleton

O SBT é a única rede de televisão brasileira a dedicar mais de 24 horas da sua programação a uma ação social. Exibido anualmente, o “Teleton” conta com a participação dos artistas da emissora, de outros canais e convidados que doam seu tempo e arte em prol das crianças especiais. Em 2018, o programa completou 20 anos de sua existência.

Telejornalismo

No quesito jornalismo, uma das apostas do dono do Baú foi inserir a figura do âncora, modelo tirado dos telejornais norte-americanos, no “TJ Brasil” (1988-1997). Para a função, Silvio Santos escolheu Boris Casoy, que expressava sua opinião ao final de uma notícia, às vezes com duras críticas.

Jornalismo "mundo-cão"

Outra novidade trazida pelo SBT para a televisão brasileira foi o jornalismo “mundo-cão”, que conta com coberturas de homicídios, tiroteios e perseguições policiais em tempo real, assim como a inserção de imagens de cinegrafistas amadores e de notícias acompanhadas por resumos em geradores de caracteres e que, posteriormente, seriam adotadas por outras emissoras. Falamos do "Aqui Agora", exibido entre 1991 e 1991, com participações de nomes como Christina Rocha, César Filho, Herberth de Souza, Ivo Morganti, Eliakim Araújo, Leila Cordeiro, Ney Gonçalves Dias, Celso Russomanno e Gil Gomes, entre outros.

TV infantil

Dono de um grande acervo de desenhos animados, o SBT tornou-se referência em formato de programa de televisão para criança no início dos anos 80 graças ao “Bozo”, atração infantil que permaneceu na grade do canal por mais de 10 anos.

Parada do Dia das Crianças

No dia 12 de outubro de 1986, a emissora paulista promoveu sua primeira “Parada do Dia das Crianças”, evento inspirado nos grandes desfiles que acontecem nos Estados Unidos. O desfile percorria cerca de 22 km e contava com a presença de artistas do SBT e personagens infantis. A parada se repetiu por alguns anos. Em 1988, o evento recebeu uma multidão de cerca de duas milhões de pessoas às ruas por causa da comemoração pelos 60 anos do personagem da Disney Mickey Mouse.

Telenovelas mexicanas

A emissora é conhecida no Brasil por exibir telenovelas do canal Las Estrellas, pertencente ao Grupo Televisa, principal rede de televisão aberta do México. O primeiro folhetim exibido com êxito pelo SBT foi “Os Ricos Também Choram”, em 1982. Em 1991 estreava outro grande sucesso da Televisa, a novelinha infantil “Carrossel”. Ao todo, foram ao ar mais de 100 títulos e entre os que mais se destacaram temos “Maria do Bairro”, “Maria Mercedes”, “A Usurpadora”, “Esmeralda” e “A Feia Mais Bela”.

SBT em Revista

Em agosto de 2015 chegava às bancas a SBT em Revista. A publicação, uma parceria entre o SBT e a Editora Alto Astral, traz em seu conteúdo curiosidades sobre a programação, os bastidores do canal, o mundo das celebridades, moda, beleza e entrevistas com o elenco.

SBT Hits

Em junho deste ano foi a vez de uma parceria entre a emissora e o Superplayer lançar um serviço de streaming de música intitulado “SBT Hits”.



publicidade

TAGS:

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!