Reportar erro
Até que a Morte Nos Separe

Feminicídio e comoção: A&E estreia nova temporada de série sobre investigação de crimes

Casos famosos em todo o país serão retratados pelo A&E

Até que a Morte nos Separe
Divulgação
Thiago Forato

Publicado em 10/11/2018 às 12:33:59

O canal A&E estreia na próxima segunda-feira (12), a partir das 20h, a nova temporada da série nacional "Até que a Morte Nos Separe", numa coprodução com a Prodigo Films.

A série aborda a cada episódio a investigação de um crime que tenha ocorrido no Brasil entre 2004 e 2012, sendo em sua maioria feminicídios, julgados no tribunal e que tenham causado comoção pública.

No que se eles se assemelham? Todos tiveram ampla cobertura da imprensa e mobilização da sociedade, sendo retratados de maneira inédita.

Os casos retratados na temporada são: os casais Beatriz de Oliveira Rodrigues e Luiz Henrique Sanfelice (o caso Sanfelice, de Novo Hamburgo – RS), Lílian Obalski e Fábio Silva da Silva (o caso Obalski, de Belém-PA), Lore Vaz e Allan dos Santos Peçanha (o caso Lore, de Santo André -SP), Adriana Cristina Pereira e Eli Martins de Oliveira (Diadema – SP), Rosicler de Fátima Bosi e Jaime Antônio Bosi (o caso Bosi, de Ilhota – SC) e Briggida Rosely de Azevedo e Gilberto Stuckert (o caso Briggida, de João Pessoa – PB).

A série tem como inspiração os filmes e seriados policial dos anos 50 e 60. Os episódios apresentam as versões dos dois lados, e contam com depoimentos de familiares, amigos, juristas, advogados, promotores, jornalistas, psicólogos entre outros personagens fundamentais à trama. A narração dos casos é do músico e ator Paulo Miklos.

"Até Que a Morte nos Separe" é dirigida por Eduardo Rajabally, produzida por Beto Gauss e Francesco Civita e direção de conteúdo de Giuliano Cedroni. A produção foi realizada em 2017, nos Estados de São Paulo, Santa Catarina, Pará, Paraíba, e Rio Grande do Sul, com base em dezenas de entrevistas e de horas de telefonemas com advogados e parentes, além de uma série de depoimentos.

TAGS:
Mais Notícias