O que vem por aí

Éramos Seis: Com a morte do pai, Alfredo decide se tornar um novo homem

Shirley enfrenta o marido e Inês vai atrás de Carlos em Éramos Seis

Éramos Seis: Com a morte do pai, Alfredo decide se tornar um novo homem
Alfredo decide se tornar o homem da casa em Éramos Seis - Reprodução/TV Globo

Publicado em 25/11/2019 às 06:51:20

Por: Taty Bruzzi

Em Éramos Seis, Carlos (Danilo Mesquita) e Inês (Carol Macedo) se conhecem desde criança, mas o amor dos dois foi interrompido depois que Shirley (Bárbara Reis) se separou de Afonso (Cássio Gabus Mendes) e partiu com a filha.

Após 10 anos sem notícias, o estudante de medicina resolve dar uma nova chance ao coração e ficar com Mabel (Carla Nunes), que conheceu durante um baile no Clube Inglês.

O que ele não imagina é que sua namoradinha do passado está programando seu retorno. A volta da moça promete dar um nó na cabeça do primogênito da Lola (Gloria Pires).

Já seu irmão problemático, Alfredo (Nicolas Prattes), se cansa de ser chamado como ovelha negra da família e resolve se transformar em um homem responsável assim como o futuro médico.

Confira!

Alfredo resolve dar um novo rumo à sua vida

A relação de Alfredo com o pai nunca foi das melhores. Para complicar ainda mais, o jovem flagra Marion (Ellen Roche) com Júlio (Antônio Calloni), descobre o caso dos dois e o tempo fecha.

Nos próximos capítulos de Éramos Seis, o vendedor morre e deixa o filho se sentindo culpado por todos os desgostos que causou todos esses anos. O jovem prefere a farra aos estudos.

Por ironia do destino será a dançarina de cabaret quem irá aconselhar o filho problemático da Lola (Gloria Pires) a tomar um novo rumo na vida e se tornar um homem mais responsável.

A conversa acontece no velório do comerciante. Marion se aproveita que os demais parentes do amante já se afastaram e chama o jovem em um canto. “Você veio...”, se surpreende Alfredo.

“É a última vez, precisava me despedir de seu pai, você sabe como eu gostava dele. Muito. Ele agora vai ter paz”, responde a ruiva enquanto vê o sofrimento no olhar do jovem que se culpa pela partida do pai.

“É difícil, Marion. No dia em que meu pai passou mal, nós tivemos uma briga horrível […] Foi por sua causa”, lembra Alfredo. “Alfredo, presta atenção no que eu vou te falar. Na minha vida, conheci muitas pessoas diferentes. E aprendi a olhar dentro delas”, diz.

“O seu pai viveu do jeito que ele pôde viver, com um coração inconformado. E ninguém podia curar isso, nem os filhos, nem a sua mãe, muito menos eu. Você é jovem. Vai viver a sua vida, livre de qualquer remorso”, aconselha. “Mas não precisa repetir os mesmos erros do seu pai. Encontre alguém e seja feliz”, sugere.

“Ninguém pode ser feliz amargando a vida e fazendo uma coisa de que não gosta. Coitado do meu pai, nunca conseguiu realizar nada do que planejou. Se vou encontrar alguém para me matar a vida inteira, para no fim acabar morrendo uma morte besta…”, alega o rebelde.

“Se é para isso, não quero encontrar esse alguém nunca na vida. É a minha natureza, assim que penso, Marion”, diz Alfredo pensativo enquanto se despede da nova amiga.

Entretanto, a conversa deixou o irmão do Carlos pensativo. Ã cena seguinte mostra o rapaz se encontrando com Afonso (Cássio Gabus Mendes). Ele confessa que irá se lembrar de Julio sempre que encontrar com Marion e surpreende o comerciante.

Alfredo afirma que jamais deixará sua mãe desamparada e fará de tudo para que a dona de casa sinta orgulho dele. Então, lhe pede um emprego. “Não tem mais o meu pai para sustentar a casa.

A sequência vai ao ar no capítulo do dia 3 de dezembro.

Shirley enfrenta o marido a favor de Inês

Em Éramos Seis, Inês não se conforma de ter sido enganada pela mãe todos esses anos. Durante muito tempo, a menina acreditou ter sido abandonada pelo pai, Afonso, e pelo namorado, Carlos.

Entretanto, Shirley nunca enviou as cartas que a moça escreveu para eles. Assim como interceptou às mensagens que chegaram para a menina. Quando ela decide contar a verdade, a moça se rebela.

Apaixonada pelo filho da Lola, Inês decide arrumar as malas e voltar para a casa do pai adotivo na esperança de retomar seu relacionamento com o estudante de medicina.

“Vou escrever para o endereço que tenho, do armazém. O armazém do Afonso, o homem que considero meu pai e que me esqueceu, vou perguntar por que nunca me escreveu uma só linha. Quando chegar do trabalho, faço isso, é preciso coragem para enfrentar os traumas, mãe”, avisa a jovem.

Com medo da filha descobrir o que ela fez e fique com ódio da mãe, Shirley conta a conversa que teve com a moça para seu João(Caco Ciocler), pai biológico da Inês, e ele avisa que irá se oferecer para colocar a correspondência no correio.

Assim, o pilantra consegue pegar a carta e dar o mesmo destino que as demais escritas por 10 anos pela filha e que nunca foram enviadas aos seus destinatários.

Em um momento de lucidez, Shirley decide parar de mentir para a menina. João se vira contra a esposa, os dois discutem e ela sai em defesa da moça, contrariando o marido.

“Eu já dei todas as provas que amava você, mas agora é Inês quem precisa que eu demonstre o amor que sinto por ela. Mesmo porque, esta mentira, nossa mentira, não vai durar. Um dia, ela vai descobrir por si só e vai ser pior”, alega.

A cena vai ao ar dia 29 de novembro.

Inês larga tudo e vai atrás de Carlos

Cansada de mentir para a filha e temendo a reação da moça ao descobrir toda a verdade, Shirley conta que manteve a moça sem notícias do pai de criação e do Carlos todos esses anos.

Como esperado, a jovem se revolta contra a mãe e culpa João por tê-la feito acreditar que Afonso não queria mais saber dela. Foi o comerciante quem a criou e, por isso, a quem ela considera um pai de verdade.

Ao ler as cartas que Carlos enviou em busca de notícias e jurando amor eterno, Inês se emociona e decide voltar para sua antiga casa e retomar a história do casal de onde parou, quando eles ainda eram dois adolescentes, para desespero de Shirley.

“Por que fizeram isso? Por que esconder minhas cartas? Não vê como é cruel? Deixar uma criança pensar que foi esquecida pelo pai”, ataca Inês decidida a não perdoar sua mãe.

“Aposto que Afonso parou de escrever achando que você estava bem. E então, quando recebi a carta deste menino, deste rapaz, depois de tanto tempo, eu tive remorso. Não quero que viva como eu vivi, anos e anos, achando que não era amada por quem eu amava”, se defende Shirley que foi separada de João pela avó da Inês.

Decidida, a menina enfrenta a mãe e avisa que vai embora, deixando Shirley em prantos. “Quem você ama, mãe, não merece meu amor, nem o meu perdão”, responde a jovem.

Nos próximos capítulos, Inês desiste da herança do pai e se manda para São Paulo. Ela só não imagina que ao chegar lá descobrirá que Carlos decidiu esquecê-la os braços de Mabel (Carla Nunes).

A sequência vai ao ar a partir do capitulo do dia 29.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!