Reta final

"Segundo Sol": Karola fica chocada ao dar de cara com Remy vivo

"Vai embora daqui, pra mim você tá morto, morto e cremado!”, brada ela


Karola e Remy
Reprodução

A volta de Remy (Vladimir Brichta) promete várias reviravoltas em "Segundo Sol". No capítulo desta quinta-feira (25), será a vez de Karola (Deborah Secco) dar de cara com o “defunto”.

Ela estará curtindo sua crise existencial em seu apartamento quando alguém bate à porta. Pensando ser Valentim (Danilo Mesquita), Karola se anima. “Meu ruruzinho”, pensa ela ao ir atender. Mas a protegida de Laureta (Adriana Esteves) leva um grande susto ao abrir a porta. “Meu Senhor do Bonfim”, diz ao dar de cara com Remy. “Voltei pra você, babycat!”, brada o malandro.

Pasma, Karola não acredita no que está vendo. “Sou euzinho, em carne e osso, o seu Remy”, continua ele. “Então... você não tá morto... não tá morto mesmo...”, conclui a mulher. “Tô mais vivo do que nunca”, confirma o malandro. “Ela mentiu pra mim... Laureta... Como vocês fizeram isso? Eu lhe vi no caixão!!!”, quer saber. “Nossa amiga Laulau faz coisas que até o diabo duvida”, diverte-se o irmão de Beto (Emílio Dantas).

E Karola não fica nada feliz ao saber que foi enganada pela dupla. “Beto veio me procurar dizendo que você tava vivo, eu não acreditei, ele tava falando a verdade! Você e Laureta me enganaram como sempre, me fizeram de palhaça, como fizeram a vida toda!”, reclama, partindo pra cima do playboy. “Desgraçado! Eu chorei sua morte, sofri, sofri como nunca imaginei sofrer por um homem, e você me enganando, pouco se lixando pros meus sentimentos, bandido, canalha”, xinga.

Remy tenta acalmar a amante. “Calma, babycat... eu também não sabia de nada, Laureta me apagou lá na cena do crime, eu não sabia que ia morrer! Ela apareceu com tudo armado, fui enganado por Laureta também! Achei que você ia ficar feliz de me ver!”, diz o malandro. “Só se for pra lhe matar com minhas próprias mãos! Cadê o dinheiro que você roubou de mim? Meus dólares, cadê?”, questiona. “Laureta me passou a perna, me roubou aquela grana”, se defende Remy.

Karola fica ainda mais revoltada. “Por isso você tá aqui? Porque a sua comparsa lhe deixou no barril, aí você veio atrás da trouxa aqui pra angariar alguma coisa?”, esbraveja. “Não, Karola, eu vim lhe pedir perdão, vim porque não queria que você continuasse sofrendo, acreditando que me perdeu pra sempre...”, corrige.

Karola começa a chorar. “Então é verdade... você tá vivo... eu nem sei explicar o que eu tô sentindo”, diz. Remy tenta consolar a amante. “Eu também senti sua falta, minha cabrita”, diz, carinhoso. Mas Karola se afasta. “Por que você tá aqui, fala a verdade... Foi Laureta, não foi? Laureta mandou você aqui com essa historinha de que perdeu o dinheiro pra ela, pra eu ficar com pena de você,pra você acabar de me roubar”, acusa.

Remy contesta Karola: “Não! Muito pelo contrário, ela não pode nem imaginar que vim lhe procurar, ou é capaz de me matar de verdade”. “Você acha mesmo que vou acreditar em você, Remy, acha? Eu não acredito em mais ninguém, não confio em mais ninguém, eu não tenho mais ninguém, perdi tudo... eu, sim, sou uma morta-viva!”, diz, soluçando.

Remy se aproxima da amada. “Babycat, para com isso... tô aqui, vou ficar do seu lado... Olha seu estado, olha como tá essa casa, você tá precisando de ajuda, eu vou lhe ajudar, não vou lhe virar as costas... Eu já lhe perdoei...”, diz Remy. “Vai embora daqui, pra mim você tá morto, morto e cremado! Vai embora!”, insiste Karola.

Mas Remy não se dá por vencido e segura a amante. Ela não resiste e acaba se entregando ao irmão de Beto.

TAGS:
Mais Notícias