Quase morre

"Segundo Sol": Remy quase mata Laureta antes de saber que é irmão da vilã

Remy quase mata Laureta antes de saber que é irmão da vilã

Remy quase mata Laureta
Divulgação/ TV Globo

Publicado em 02/10/2018 às 09:54:28 ,
atualizado em 02/10/2018 às 11:13:09

Por: Diego Falcão

Nos próximos capítulos de "Segundo Sol" será revelado que Remy (Vladimir Brichta) não morreu. E a volta do malandro para Salvador dará muita dor de cabeça para Laureta (Adriana Esteves). Os dois vão entrar num jogo de gato e rato para ver quem fica com os R$ 7 milhões roubados de Karola (Deborah Secco). Mas no fim das contas, Remy terá uma surpresa quando souber que é irmão de sangue da vilã.

Tudo começa quando Remy aparece no quarto de Laureta. Depois de ser revelado como a vilã armou para que todos pensassem que ele havia morrido, Laureta diz que gastou muito dinheiro com a farsa. “Ô brincadeirinha cara que foi essa, tive que molhar a mão de legista, de funcionário do crematório, do diabo a quatro. Em pouco mais de quarenta e oito horas você foi até o céu, chegou no paraíso, viu todos os anjinhos ali em volta, e quando acordou tava ressuscitado, inteirinho perfeitinho, lá na Cidade Maravilhosa!”, lembra.

Remy não vai parecer satisfeito e dirá que voltou para recuperar o dinheiro. “Vim atrás de dinheiro! Você fala, fala, mas tá sendo bem canguinha comigo! Você depositou metade do combinado esse mês, por isso tô aqui!”, diz ele. “Ah é? Achei que você tinha vindo aqui pra desenterrar seu tesourinho que você enterrou antes da sua 'morte'. Mais de sete milhões de reais, em dólares. Não se esqueça que eu tenho sociedade com você! Quero meus 20% de comissão”, exige". “20%? Não sei disso não...”, retruca.

Os dois seguem para o suposto local onde a grana está escondida. Eles cavam, mas não conseguem encontrar nada. Depois de cavarem bastante, Laureta fica furiosa. “Eu devia era lhe enterrar aí numa cova rasa dessas”, ameaça. “Não duvido.... Chega, cansei!”, diz o malandro. “Eu que cansei de você, Remy!”, devolve Laureta.

A gente vai conseguir muito mais. Você não disse sempre que eu precisava de um homem de verdade do meu lado? Chegou a hora, meu irmão! A parceria é nossa, eu e você! A gente vai arrancar todo aquele dinheiro de Karola

Laureta

Já na casa de Laureta, a vilã vai acusá-lo de estar passando a perna nela. “Você tá blefando, me tirando de trouxa, só pode, não existe isso de enterrar mais de sete milhões e não lembrar onde”, desconfia. Mas Remy continuará sustentando a história de que o dinheiro desapareceu e diz que vai voltar para o Rio de Janeiro.

Esperta, Laureta o levará na rodoviária, e colocará um de seus capangas para seguir Remy. Na primeira parada, o malandro pegará um ônibus de volta para Salvador e continuará sendo seguido. Na rodoviária da capital da Bahia, Remy vai recuperar o dinheiro que estava escondido em um guarda-volumes. A essa altura, ele já sabe que está sendo seguido e vai tentar enganar seu perseguidor trocando de mochila com um homem no banheiro.

Mas o capanga de Laureta será mais esperto e conseguirá encurralar Remy e roubar todo o dinheiro dele. Irado, o malandro voltará a casa de Laureta. “Achou que ia me roubar? Achou errado, Laurex. Hoje quem vai dançar é você!”, diz Remy, apontando uma arma para a vilã. “Pra que essa arma, Remy, ficou maluco? Do que é que você tá falando?”, se assusta. “Devolve meu dinheiro, cretina”, exige.

Sem ter mais como mentir, Laureta vai lembrar de todo o plano para incriminar Luzia (Giovanna Antonelli) e tentará negociar. “Não tô querendo saber o que é justo ou não, eu quero meu dinheiro agora!! E não adianta ficar procurando uma arma pra me atacar, não, eu lhe conheço, Laureta”, diz. “Se acalme, Remy, não há nada que não se ajeite com uma boa conversa, um bom acordo”, diz ela, que vai apelar para a verdade: “Nós somos uma família, Remy”. “Lá vem você com esses seus papos de novo... ‘Temos que nos unir, somos uma família”... Cnsei dessa resenha, Laurex, não cola mais”, diz. “Vai negar que sempre lhe ajudei, lhe defendi, como uma irmã?”, rebate a vilã.

Laureta então revelará que é irmã do malandro. “Você é meu irmão, é sério”, diz. Remy vai achar que é uma brincadeira, mas a vilão continuará insistindo na história. “A gente tem o mesmo pai. Você é filho do Nestor, todo mundo já sabe disso na sua família, dona Naná contou no seu velório”, revela.

Confuso, Remy continuará lembrando que ela mandou seguí-lo e aplicou um golpe nele. “A gente vai conseguir muito mais. Você não disse sempre que eu precisava de um homem de verdade do meu lado? Chegou a hora, meu irmão! A parceria é nossa, eu e você! A gente vai arrancar todo aquele dinheiro de Karola”, propõe. “Quer que eu acredite que você é parceira de alguém? Se sou seu maninho, devia contar mais com a minha inteligência, Laureta! Você e Karola tão é na minha mão... Eu posso dar as caras a qualquer momento e abrir que eu tô vivo, inocentar a marisqueira”, ameaça.

Laureta vai lembrar que ele também pode parar na cadeia e ele lembra que é inocente, pois sua falsa morte foi planejada sem sua participação. “A gente é igual, Remy, não se contenta com pouco... Toma, tem uma bela quantia aí. Volta pro Rio de Janeiro, nada vai lhe faltar, nunca. Você não pode ficar aqui em Salvador... Um dia vamos fugir juntos com tudo que temos, e mais a fortuna de Karola”, promete. “Eu não acredito nesse conto de fadas”, diz o malandro. “Eu vou lhe provar que sou uma verdadeira irmã pra você. Hoje você fica aqui, já tá tarde, antes do amanhecer, tem que dar linha, voltar pro seu hotel cinco estrelas de frente pra praia de Copacabana. Vem cá, confessa que gostou de ganhar uma irmã... Não se faz de durão, não agora, me dá um abraço, vai...”, diz ela, já dando um abraço em Remy. 



publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!