Reportar erro
Exclusivo

“Ser conservador é não reconhecer os avanços do mundo”, diz Silvero Pereira

Ator interpreta Nonato em "A Força do Querer"

nonatosilveiropessoa_30aced3935f12ee29dd35979ef7f96cb706610c2.jpeg
Divulgação/ TV Globo
Redação NT

Publicado em 01/09/2017 às 11:31:26

Destaque como o Nonato/Elis Miranda de “A Força do Querer”, o ator cearense Silvero Pereira leva para o personagem a experiência de 15 anos no teatro, onde realizou a elogiada peça “BR Trans”, sobre a vida de travestis, transexuais e transformistas.

Agora na televisão, seu personagem vive o dilema de se esconder para sobreviver. “Acredito que por meio da empatia é possível chegar num sentimento de reconhecimento para uma sociedade menos preconceituosa e mais disposta a aceitar e respeitar as diferenças”, opina o ator, que conversou com NaTelinha sobre os rumos da trama de sucesso das 21h.

Sobre o conservadorismo de parte da plateia, é incisivo, especialmente nas acusações de alguns de que a abordagem do tema da identidade de gênero seria uma suposta “apologia” ou “incentivo”: “Ser conservador é não reconhecer os avanços do mundo. Se não estamos dispostos a olhar para os lados e enxergar outros caminhos, não chegaremos em lugares melhores”.

A repercussão do personagem é positiva, e curiosamente, Nonato é querido pelas crianças: “A cada dia cresce o número de pessoas que abordam e dizem torcer pelas personagens. Isso tem sido ainda mais lindo quando vemos a admiração partindo das crianças, por não julgarem. Assim compreendemos que estamos atingindo pessoas de bom coração. Quanto mais estivermos focados nas pessoas de bom coração, melhor para todos nós”.

Foi um momento mágico e emocionante em todos os sentidos. Me sinto orgulhoso e com missão cumprida.

Sobre o Criança Esperança

Num tempo de polarização ideológica e tanto maniqueísmo na sociedade, a função social do personagem Nonato é mais que importante. “Estamos contribuindo na abertura de diálogos na família, na escola e no dia-a-dia das pessoas. Hoje estamos falando mais sobre o cuidado com o outro e compreendendo melhor certos conceitos”, comentou.

“Desde de 2002 venho pesquisando sobre o universo de travestis, transexuais e transformistas. Na novela consigo imprimir este meu conhecimento e de alguma forma ampliar as discussões de maneira positiva”, pondera o cearense, que iniciou sua carreira aos 17 anos, com cursos de iniciação teatral e, em seguida, graduando em Artes Cênicas pelo Instituto Federal de Educação do Ceará (IFCE) no ano de 2008. Silvero ainda fundou o coletivo artístico “As Travestidas”, a quem dedica boa parte do meu trabalho como ator e pesquisador.

Humberto Martins e participação surpresa no Criança Esperança

“Ser conservador é não reconhecer os avanços do mundo”, diz Silvero Pereira

A relação de Nonato com seu patrão, o conservador e cabeça-dura Eurico, vivido por Humberto Martins, diverte e contrapõe dois mundos. “A novela está chegando a reta final e desde o início minha trama sempre foi esse grande momento em que Eurico descobre que Nonato é na verdade Elis Miranda. Ainda não sabemos o que vai acontecer nesta curva dramática, pois a Gloria ainda não escreveu este momento”, conta.

Paralelo a isso, o ator é só elogios ao colega. “Ter encontrado o Humberto Martins como parceiro é um dos grandes presentes que levo deste trabalho. Humberto é um ator disciplinado, carinhoso e que entende muito de televisão na frente e fora das câmeras. Aprendo com ele o tempo todo e minha admiração só cresce”.

O ator também foi convocado às pressas para substituir a cantora Pabllo Vittar - de quem é fã - em virtude de problemas de saúde no “Criança Esperança” deste ano, fazendo um dueto com Sandy. “Fui convocado com um dia de antecedência por se tratar de uma questão de saúde da Pabllo. Foi tudo muito corrido, mas tivemos uma equipe fabulosa, todo o apoio da Pabllo e a enorme generosidade da Sandy. Como resultado, foi um momento mágico e emocionante em todos os sentidos. Me sinto orgulhoso e com missão cumprida”.

“Ser conservador é não reconhecer os avanços do mundo”, diz Silvero Pereira

A presença de Nonato na trama tende a ser reforçada nessa nova etapa. Agora, o transformista ajudará Ivana (Carol Duarte) em sua travessia para a mudança de gênero, tornando-se Ivan.

Resta aguardar as cenas dos próximos capítulos.

Mais Notícias