Reportar erro
Novelas

Mesmo muito cortada, novela "Chamas da Vida" é advertida novamente

Ministério da Justiça diz que trama da Record segue com conteúdo inadequado para a faixa da tarde

chamasdavida-logo.jpg
Divulgação/TV Record
Redação NT

Publicado em 21/07/2016 às 17:03:09

Exibida de segunda a sexta às 15h45 pela Record, a novela "Chamas da Vida" ainda sofre bastante por conta do seu conteúdo forte para a faixa vespertina.

Segundo informações obtidas em primeira-mão, nos últimos cinco meses, a emissora foi advertida duas vezes pelo Ministério da Justiça - em março e em maio - por conteúdo inadequado para exibição à tarde.

O NaTelinha consultou o departamento de Classificação Indicativa do Ministério da Justiça, que confirmou as advertências. Para entender melhor, a reportagem fez o requerimento do documento - que é público e pode ser consultado por qualquer pessoa.

O Ministério argumenta que cenas de "violência, insinuação sexual, consumo de bebida ilícita e pedofilia" foram ao ar.

O órgão disse que, se as cenas não fossem adequadas, a classificação da trama, que atualmente é de "não recomendada para menores de 10 anos", poderia ser mudada. O selo atual permite exibição em qualquer horário.

A Record argumentou, oficialmente, que vem fazendo todas as adequações possíveis na novela e que os cortes bruscos já estão incomodando a audiência.

Como exemplo, a emissora usou uma matéria do NaTelinha publicada em março, em que "Chamas da Vida" cortou menções ao estupro sofrido pela personagem Vivi (Letícia Colin) e ao fato de  Guilherme (Roger Gobeth) ter o vírus HIV.

O Ministério da Justiça deixou a advertência por isso mesmo, e por enquanto a novela continua liberada para exibição na faixa da tarde.

Os cortes, inclusive, continuam. Na semana passada, o sequestro de Vivi e seus amigos feito por Lipe (André di Mauro), que na exibição original durou um capítulo inteiro, só teve citações rápidas na reprise, por conter agressões, arma de fogo em riste e ameaça de morte, algo que não pode ser mostrado na faixa das 15h45.

Histórico

"Chamas da Vida" não teve um caminho fácil para obter sua liberação. Originalmente, a história de Cristiane Fridmann abriria as reprises da Record um ano atrás, junto com "Dona Xepa".

Como a análise de seus 26 primeiros capítulos (que correspondem a 10% da novela, como pede a atual portaria do Ministério para reclassificar um produto) apontou diversos conteúdos inadequados e a emissora não tinha tempo hábil para reeditá-la novamente, a trocou por "Prova de Amor".

Em setembro de 2015, após enviar uma nova versão editada para o órgão, finalmente obteve a liberação.

Recentemente, a Record enfrentou dificuldades semelhantes para obter a reclassificação de "Amor e Intrigas" para a faixa vespertina, que também foi enviada em dois momentos para a análise prévia.

Mais Notícias