Reportar erro
Novelas

Por horário, Record corta menções à estupro e HIV em "Chamas da Vida"

Novela de Cristianne Fridman é reprisada às 15h45

chamasdavida-lipe-vivi.jpg
Reprodução
Redação NT

Publicado em 15/03/2016 às 17:31:13

Reprisada desde o fim do ano passado nas tardes da Record, a novela "Chamas da Vida" tem sofrido bastante com os cortes feitos para adaptação no horário.

Neste mês de março, a trama chega em sua fase mais forte - e consequentemente mais querida pelos seus fãs: Lipe (André di Mauro) estupra a adolescente Vivi (Letícia Colin) e uma caçada acontece para pegá-lo, mas mesmo assim o pedófilo atormenta a menina e todos ao seu redor. Além disso, o bombeiro Guilherme (Roger Gobeth) descobre que tem o vírus HIV e acaba por entrar em pânico.

Nesta fase, Lipe, Vivi e Guilherme acabam virando protagonistas, com a trama romântica principal com Pedro (Leonardo Brício) e Carolina (Juliana Silveira) sendo deixada de lado. O porém é que a Record está cortando qualquer menção ao termo "estupro" nas cenas entre Lipe e Vivi.

Além disso, também estão sendo cortadas qualquer frase que lembre o vírus HIV ou seus derivados na trama do bombeiro, deixando tudo apenas no ar e fazendo o telespectador ter que pensar mais um pouco. Um exemplo da edição que está sendo feita pode ser visto no vídeo abaixo, quando Pedro sabe que Vivi foi violentada:

Ou seja, quem está vendo a novela pela primeira vez, fica sem entender exatamente o que está ocorrendo. "Chamas da Vida" tem marcado médias de 5 pontos na Grande São Paulo, e praticamente dobrou os números da Record em relação à reprise anterior, "Dona Xepa". No entanto, perde no Ibope para o SBT e suas novelas mexicanas.

Mais Notícias