Reportar erro
Novelas

Crise em Portugal afeta exportações de novelas da Record

Globo recupera prestígio com "Avenida" e exporta outras tramas

353de932f2d847230cc08edd04cf2a4d.jpg
Thaís Fersoza, Guilherme Berenguer e Julianne Trevisol em "Vidas em Jogo": novela fez grande sucesso em Portugal - Divulgação/Record
Redação NT

Publicado em 26/08/2013 às 13:43:07

A crise na Europa, que tem atingido em cheio países como Portugal, Espanha e Grécia, também estão afetando de certa forma algumas emissoras de TV no Brasil.
 
A Record, por exemplo, tem sido uma das mais afetadas com a má situação econômica de Portugal. Além do desaquecimento de sua dramaturgia por aqui, o canal também não tem conseguido exportar suas novelas para lá.
 
Embora produções como "Dona Xepa" estejam indo ao ar no país - e com bons índices de audiência -, a exibição está ocorrendo na própria filial da Record Internacional. Tal exibição gera à emissora um valor muito menos expressivo que o de uma comercialização convencional, a qual tem seu valor cotado por capítulo.
 
A RTP1, principal canal de TV da RTP, emissora pública e uma das maiores players do segmento, já foi um dos principais clientes da Record em todo o mundo. Novelas como "A Escrava Isaura", "Vidas em Jogo",  "Poder Paralelo", "Amor e Intrigas", "Ribeirão do Tempo" e "Chamas da Vida" foram algumas das que foram exportadas. Entretanto, a crise no continente fez com que as emissoras revisassem suas planilhas e reduzissem os investimentos neste tipo de compra.
 
A última novela exportada pela Record para Portugal foi "Vidas em Jogo", que foi encerrada por lá em setembro do ano passado após praticamente 12 meses no ar. A reprise do folhetim de Cristianne Fridman vai ao ar pela madrugada, mas seus índices raramente ultrapassam a casa de 1 ponto.
 
No lugar das novelas da Record, a RTP1 tem recorrido a produções brasileiras mais antigas e de menor custo, como "Éramos Seis", do SBT de 1994. Os números de audiência caíram. "Vidas em Jogo", em alguns dias, chegava a ter 4,6 pontos nas tardes do canal público. "Éramos Seis", na última sexta (23), teve 2,5 - número o qual não é considerado baixo levando em conta os capítulos iniciais, quando o folhetim oscilava na casa de 1 a 2 pontos.
 
Em tempo:
 
A Globo também passou por este mesmo problema porém em menor escala. A SIC, tradicional parceira da emissora carioca, optou por fechar um horário de novelas brasileiras inéditas no fim do ano passado. 
 
A faixa das 23h30, pela qual títulos como "Insensato Coração" e a própria "Avenida Brasil", passaram cedeu espaço para a reprise de "Páginas da Vida".
 
Ainda assim, a Globo ainda manteve 2 horários de novelas inéditas no horário nobre de Portugal. Atualmente vão ao ar "Cheias de Charme" na faixa das 19h e "Avenida Brasil" às 22h45.
 
Impulsionada pelo sucesso de "Avenida Brasil", a SIC está fazendo novos investimentos na dramaturgia brasileira. Apenas em setembro haverá dois lançamentos: o de "Amor à Vida", no dia 2, e o de "Sangue Bom", no dia 9. 
 
Mais Notícias